logo_ciclovivo

Exemplo no quesito sustentabilidade, Curitiba acumula títulos e mais títulos ao protagonizar ações socioambientais por suas ruas. Conhecida como “Cidade Verde”, a capital paranaense é comparada a outras cidades como Copenhagen, Oslo, Amsterdã, Madri, Estocolmo, Vancouver e Portland.

Entre os dez centros urbanos mais sustentáveis do mundo, Curitiba conta com 64,5 metros de espaço verde por habitante, possui a melhor qualidade do ar do país, segundo informações da OMS (Organização Mundial da Saúde).
Ao todo, são 36 espaços urbanos de preservação, entre em parques e bosques, justificando seu posto de segundo lugar do ranking mundial de equilíbrio ambiental.

Reprodução (Ciclo Vivo)

Créditos: Reprodução (Ciclo Vivo)

Única cidade brasileira que integra a C-40 - conferência anual que reúne os prefeitos das 59 maiores cidades do mundo que debatem ações e soluções que contemplam a superação dos desafios do milênio.

De acordo com o Fórum Global sobre Assentamentos Humanos, Curitiba é um dos poucos exemplos com iniciativas voltadas à implementação de comunidades inteligentes, baixa emissão de carbono, zero resíduos, meio ambiente e planejamento urbano sustentável, transporte, infraestrutura, construções, economia e habitação verdes, sociedade harmoniosa e cultura e patrimônio sustentáveis.

Além dos prêmios e referências, Curitiba é a única cidade brasileira que integra, como convidada, a C-40 - conferência anual que reúne os prefeitos das 59 maiores cidades do mundo que debatem ações e soluções que contemplam a superação dos desafios do milênio.

Outras curiosidades

- Transporte Público premiado internacionalmente (ILEC - International Institute for Energy Conservation);
- Eleita pela terceira vez consecutiva com o melhor ensino público do país (2008, 2009 e 2010);
- Premiada como Capital Mundial do Design (WDC) na categoria Política de Desenvolvimento Urbano (2010);
- 5.ª grande cidade mais arborizada do Brasil (IBGE);
- Prêmio Global Green City Award - Cidade Verde (Fórum Global sobre Assentamentos Humanos – GFHS -2012);
- Primeira capital em saneamento básico, 100% da população recebe água tratada (Instituto Trata Brasil - Set/2011);