A ‘faxina ética’ de Doria no PSDB

Por: Gilberto Dimenstein

Aécio Neves, Beto Richa e Eduardo Azeredo estão com os dias contados no PSDB no que depender do governador de São Paulo, João Doria.

Em acessão na cúpula do tucanato paulista, Doria quer fazer uma ‘faxina ética’ na sigla.

Crédito: Divulgação/Palácio dos BandeirantesO governador do Estado de São Paulo, João Doria

Reportagem do “Estadão” revela que o grupo de Doria é favorável a expulsão do trio citado acima.

Em conversas reservadas, segundo a reportagem, o governador tem defendido a tese de que o partido deve adotar uma rigorosa linha ética de corte.

Até o padrinho político de Doria, o ex-governador Geraldo Alckmin, deve perder espaço no partido após o desempenho pífio na última eleição.

“Nós vamos estudar. Defendo que façamos uma pesquisa a partir de junho. Já está previsto, inclusive. E que esta ampla pesquisa nacional avalie também o próprio nome do PSDB”, disse Doria, ao Estadão.

Compartilhe: