Bolsonaro desiste de indicar filho Eduardo para embaixador nos EUA

A crise do PSL e a falta de votos no Senado fizeram presidente suspender os planos de indicar o filho para o posto em Washington

Por: Redação

Segundo a revista Época, acabou a novela da indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos Estados Unidos.

Uma indicação que pegou mal entre próprios apoiadores do presidente.

Crédito: Reprodução/InstagramA crise do PSL e a falta de votos no Senado fizeram presidente suspender os planos de indicar o filho para o posto em Washington

Motivos da desistência:

1) a crise no PSL;

2) falta de votos para aprovar o nome de Eduardo no Senado.

Trecho da notícia da Época:

“Interlocutores diretos de Eduardo afirmaram que é “zero” a chance de Bolsonaro enviar a indicação em 2019.

A informação foi confirmada com duas fontes, que avaliam que, se sair, a indicação seria mais próxima do fim do mandato do Zero Três, ou seja, em 2022.

Eduardo Bolsonaro se reuniu com o pai hoje pela manhã. Falaram sobre a crise no PSL, e sobre a importância de sua presença na Câmara, independentemente de assumir ou não a liderança no lugar de Delegado Waldir, como ocorreu ontem por algumas horas.

Bolsonaro deverá atribuir a desistência exclusivamente à necessidade de ter Eduardo ajudando na articulação política.”

Compartilhe: