Datafolha: é mais provável impeachment do que reeleição de Bolsonaro

A conclusão a partir dos dados pesquisa Datafolha: é mais provável o impeachment de Bolsonaro do que sua reeleição.
Bolsonaro já está em campanha, brigando com potenciais rivais como Luciano Huck e João Dória.
Mas o que o Datafolha acaba de mostrar é uma deterioração da imagem presidencial – mesmo em seus redutos, como a região Sul.
Estamos aqui falando de apenas 8 meses de governo.
Em menos de dois meses, a reprovação saltou de 33% para 38% em relação ao levantamento de julho. Foram ouvidas 2.878 pessoas com mais de 16 anos em 175 municípios.
A aprovação caiu de 33% em julho para 29% agora.
No Nordeste seu índice de ruim e péssimo pulou de 41% para 52% na região de julho para cá.
Na região Sul, aumentou de 25% para 31% os que dizem que o governo é ruim ou péssimo.
Mais um indicador negativo:
Nos eleitores mais escolarizados, com ensino superior, o índice dos que classificam o presidente como ruim ou péssima mudou pulou para 43%.Em julho, 36%.
Não se vê, até agora, sinal de que o presidente queira mudar seu estilo de confronto.
Pelo contrário.
Ele está arrumando briga com Polícia Federal, Ministério Público, Receita Federal, meios de comunicação.
Foi atacado mundialmente por causa da Amazônia. Inclusive pelo papa Francisco – o que não é pouca coisa no maior país católico do mundo.
A indicação de Eduardo Bolsonaro para Washington está sendo atacado até por bolsonaristas – e nem se sabe se será aprovada no Senado.
Qualquer resultado mais concreto depende da melhoria das condições de vida: salário e emprego.
O que depende de uma série de medidas a serem aprovadas no Congresso.

Compartilhe: