Dimenstein: Bolsonaro ataca anúncio e mostra histeria moralista

Por: Redação

É apenas mais um sinal da histeria moralista de Jair Bolsonaro, obcecado com seu eleitoral “conservador”.

Na verdade, não são conservadores; são atrasados.

Vemos essa histeria no veto direto de Bolsonaro a uma publicidade do Banco do Brasil, centrada na diversidade étnica e cultural, com atores e atrizes negros e jovens.

Resultado: queda do diretor de marketing do Banco do Brasil.

Não há nada ali de imoral ou sexualizado.

Absolutamente nada.

São jovens com comportamento jovem – um público que as empresas querem desesperadamente atrair.

Mas não é o Brasil de Bolsonaro, onde ainda se acredita em ideias da idade média.

Assista ao vídeo aqui.

Compartilhe: