Dimenstein: Datafolha de hoje vai enfurecer Bolsonaro e seus filhos

Pesquisa Datafolha publicado hoje vai enfurecer Jair Bolsonaro e seus filhos.
Conclusão: suas táticas de comunicação estão afundando sem parar a imagem de Bolsonaro.
Uma das razões ( entre várias) é a crescente percepção de que Bolsonaro governa para sua família – prova disso é a indicação de Eduardo para a embaixada em Washington, além das intervenções no Ministério da Justiça e Polícia Federal para proteger Flávio.
Em menos de dois meses, a reprovação de Bolsonaro passou de 33% para 38% em relação ao levantamento de julho. Foram ouvidas 2.878 pessoas com mais de 16 anos em 175 municípios.
A aprovação caiu de 33% em julho para 29% agora.
No Nordeste seu índice de ruim e péssimo pulou de 41% para 52% na região de julho para cá.
Está perdendo apoio mesmo em seus redutos regionais: região Sul.
Lá aumentou de 25% para 31% os que dizem que o governo é ruim ou péssimo.
Uma das táticas do presidente é produzir polêmicas, ataques aos inimigos ou supostos inimigos, gerando repercussão nas redes.
De manhã, ele faz uma paradinha na porta do Palácio da Alvorada.
Aí aproveita para atacar de Macron a Merval Pereira, passando de Luciano Huck e João Dória.
Até ganha repercussão.
Mas o resultado, como mostra o Datafolha, é ruim.

 

Não há registro de um presidente tão mal avaliado em seu primeiro mandato.

 

Compartilhe: