Dimenstein: Folha detona bomba do WhatsApp ilegal contra Bolsonaro

Em áudios, empresário confirma contratação para disparar mensagens a favor de Bolsonaro

Por: Gilberto Dimenstein

De acordo com a gravação de um diálogo obtido pela jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha, empresários brasileiros contrataram a agência de marketing espanhola Enviawhatsapps para distribuição maciça de mensagens pró-Bolsonaro durante a campanha eleitoral — até 20 mil por hora.

Crédito: ReproduçãoCelulares usados em empresa para enviar mensagens de WhatsApp em massa

“Eles contratavam o software pelo nosso site, como eram empresas, achamos normal”, afirma em um momento Luis Novoa na gravação obtida. “Mas aí começaram a cortar nossas linhas, fomos olhar, e nos demos conta de que todas essas contratações, 80%, 90%, estavam fazendo campanha política.”

O WhatsApp confirma ter enviado uma notificação judicial para a Enviawhatsapps.

A doação por empresas para campanha eleitoral é proibida no Brasil.

Essa denúncia já tinha sido feito durante a campanha, mas agora a jornalista mostra a prova definitiva o uso ilegal do WhatsApp durante a campanha.

Bolsonaro acusou a Folha de fazer “Fake News”.

Por: Gilberto Dimenstein

Jornalista, educador e fundador da Catraca Livre.