Últimas notícias:

Loading...

Dimenstein: melhor texto sobre a confusão mental de Carlos Bolsonaro

Filho de Bolsonaro demonstra sintomas claros de síndrome paranoide, capaz de ver inimigos imaginários

Destaco hoje trecho da coluna de Eliane Cantanhêde, do Estadão, em que é analisado um post de Carlos Bolsonaro.

Ela mostra com clareza a confusão mental do filho do presidente.

“É muito arriscada a estratégia do governo de atiçar manifestações, que agora têm até vídeos do chefe do GSI, general Augusto Heleno, de boné e camiseta amarela, pulando uma cerca, assumindo lugar de honra no palanque, empunhando microfone e vociferando contra os “canalhas” e “esquerdopatas”. O ponto alto do domingo.”

O vereador Carlos Bolsonaro

Já ontem, as divisões pipocaram dentro do próprio governo, com o “02”, vereador Carlos Bolsonaro, ostentando sua mania de perseguição e postando coisas sem nexo. Joga suspeitas sobre os seguranças do GSI do general Heleno, diz que está “sozinho nessa” e é “alvo mais fácil ainda tanto pelos de fora tanto por outros”. Quais os “de fora”? E quem seriam os “outros”? Já há quem veja mais um general no alvo dos olavistas. E um general fundamental para Bolsonaro.

A mensagem do filho do presidente termina com um tom épico. Após dizer que eles (quem?) vieram deixar “uma mensagem”, ele concluiu: “Creio que essa (?!) faz uma parte dela (da mensagem?!), mesmo que isso custe a minha vida!” O que é isso?

Compartilhe: