Dimenstein: PF mostra que o partido de Bolsonaro é uma fraude

Investigações da PF têm ligação com supostos esquemas de candidaturas laranjas nas eleições de 2018

Por: Gilberto Dimenstein

A Polícia Federal faz buscas na casa e no escritório do presidente do PSL, Luciano Bivar na manhã desta terça-feira, 15. Motivo: suspeitas de que Bivar usou candidata laranja para desviar dinheiro.

É a mesma acusação contra o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio –único ministro do PSL.

Protesto de Marcelo Álvaro Antonio, hoje ministro do governo Bolsonaro e suspeito de corrupção

Lembremos que o PSL foi o partido que segurou a candidatura Bolsonaro com o tema da guerra contra a corrupção.

É, obviamente, uma fraude para enganar o eleitor.

O que acontece agora é uma guerra para quem domina o partido, com suas dezenas de milhões de reais do fundo eleitoral.

Não há ideias em jogo.

Nenhuma.

Apenas conveniências eleitoral e o cofre de dinheiro.

Foi montado nesse partido que Bolsonaro prometeu a “nova política”.

Para complicar, a direção do PFL quer auditar as contas da campanha de Bolsonaro.

E Bolsonaro quer auditar as contas do partido.

Compartilhe:

Por: Gilberto Dimenstein

Jornalista, educador e fundador da Catraca Livre.