Época: doença cancela encontro de Bolsonaro com Trump

Já não existe previsão de alta para Jair Bolsonaro sair do hospital.
Mesmo depois de ele sair, o presidente vai precisar de um tempo de recuperação.
Daí que encontros planejados devem ser cancelados.

Informação da revista Época:“a reunião bilateral de Jair Bolsonaro com Donald Trump, prevista para a segunda quinzena de março, deve ser adiada”.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araujo, foi aos Estados Unidos para preparar a viagem.

Não está descartada nova cirurgia.

A Folha ouviu especialistas:

 Cirurgião Diego Adão Fanti Silva, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo),  para quem a maior preocupação agora são infecções hospitalares.

“O fato de o paciente estar recebendo antibióticos de amplo espectro e internado em um ambiente onde existem bactérias resistentes e fungos [hospitais e UTIs, de um modo geral] aumenta o risco de apresentar uma infecção adquirida no hospital por germe multirresistente. Esse risco é ainda maior quando o paciente possui dispositivos invadindo seu corpo, como sondas e cateteres”, afirma.

Mesmo que tudo evolua bem e Bolsonaro receba alta, ainda há mais riscos pela frente. O de aderência, por exemplo, ficará com o presidente para sempre.

avaliação

Cirurgião Carlos Sobrado, professor de coloproctologia da Faculdade de Medicina da USP:

“Se fossem só questões referentes à manipulação cirúrgica, só um abcessozinho, se as alças estivessem totalmente íntegras, qual o problema de se dar para ele suco, canja, sagu, gelatina, sopa? É si

Compartilhe: