CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

5 diretrizes para seguir e simplificar seu orçamento para 2017

Por: Silvia Melo
ismagilov/istock
Planejamento é o melhor amigo do seu bolso

A menos que você seja o tipo de pessoa que adora planilhas, criar e manter um orçamento não soa como diversão.  Mas para ter sucesso na caminhada longa que 2017 nos prepara, é preciso traçar um plano de como e onde gastar nosso dinheiro.

Abaixo estão as cinco diretrizes gerais que você pode seguir para montar um orçamento simples e que tem de tudo para funcionar:

1. Menos é Mais

Um erro comum é sobrecarregar o orçamento com categorias intermináveis. Você não precisa incluir quanto dinheiro você vai gastar na unha, no cabelo, na gasolina, em assinaturas de revistas, ou em meias novas. Ninguém precisa desse nível de detalhe. Quanto menos categorias, melhor.

O método 50/30/20 (se você não conhece, leia aqui) pode funcionar bem nesse processo.

2. Seja realista

Se você está gastando atualmente R$ 400 por mês em supermercado, não assuma que no próximo mês você será capaz de reduzir esse gasto para R$ 100.

Em vez disso, defina uma meta mais possível. Se você gastar R$ 400 em mantimentos este mês, tente gastar de 5 a 10% a menos no próximo mês. Isso resulta em gastos entre R$ 360 a R$ 380 em mantimentos.

Faça isso por um mês ou dois e, em seguida, ajuste mais para baixo a partir daí. Eventualmente, você alcançará a marca de R$ 300 por mês nessa categoria. Essa pequenas mudanças ao longo do tempo são mais sustentáveis do que uma mudança radical.

3. Não se force a usar a mesma ferramenta utilizada pela maioria das pessoas

Muitas pessoas recorrem aos aplicativos para gerenciar seu dinheiro. Se isso vem naturalmente para você e você gosta dessas ferramentas, ótimo. Mas não tenha medo de recorrer à antiga dupla papel e caneta, se é isso que você prefere.

Não há maneira certa ou errada de controlar seu orçamento. A chave é encontrar o que funciona para você, independentemente se trata de um aplicativo, uma planilha, ou um lápis e papel.

4. Inicie conversas semanais com sua família

Planeje reuniões semanais com sua família para incluir todas as pessoas nas decisões que tomar com seu orçamento. Reveja seus principais objetivos, como a construção de um fundo de emergência ou a compra da casa própria. Fale sobre o “porquê” por trás de cada decisão de gastos.

Sua família pode não gostar do fato de que você está comprando um carro barato, usado em vez do modelo mais recente. No entanto, ela vai entender esta decisão quando souber que a decisão é em prol de um bem maior no futuro.

5. Ajuste seu orçamento a cada mês

Seu orçamento precisará ter duas colunas: em uma constará a quantidade que você pretende gastar todos os meses e na outra, a quantidade que você realmente gasta.

Ao avaliar seu orçamento a cada mês, você notará como a realidade diverge dos planos mais bem estabelecidos. Quando você enxergar os resultados de seus gastos, você saberá onde estão suas áreas problemáticas. Reveja essas áreas e faça os ajustes adequados.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.