Mercado de compartilhamento de carros cresce no Brasil; conheça serviços

O conceito da economia partilhada está inspirando novos modelos de negócios no Brasil. Nesse contexto, o mercado de compartilhamento de carros está começando a ganhar visibilidade. O serviço, já estabelecido nos Estados Unidos e na Europa, é conhecido como mobilidade inteligente, em que o veículo é usado sob demanda e por várias pessoas, racionalizando o uso e contribuindo para a redução do trânsito e da poluição.

O potencial do negócio ainda é favorecido em época de crise. Como muitos veículos passam o dia na garagem e são usados somente em ocasiões esporádicas, oferecê-los para locação pode ajudar a complementar a renda. Além disso, hoje o carro tem menos apelo como status entre os mais jovens, elevando o potencial de penetração nesse público.

Já existem alguns serviços disponíveis no país, como a Pegcar. A empresa começou o piloto há um ano, mas está funcionando ativamente há cerca de dois meses com 60 carros cadastrados. O mais recente no Brasil é o BlaBlaCar, plataforma de viagens compartilhadas francesa que chegou por aqui no mês passado. A empresa conecta condutores com lugares vazios no automóvel a passageiros que estão indo para o mesmo destino, assim os custos da viagem são divididos entre eles.

A Fleety é outra empresa que oferece o serviço. As atividades começaram em 2014, em Curitiba, e hoje já atua em São Paulo, em Florianópolis e na região metropolitana das três cidades. A companhia adotou o modelo mais comum desse mercado, onde uma plataforma coloca os proprietários de automóveis em contato com interessados no aluguel.

Os valores do serviço são definidos pelo próprio proprietário, com ajuda da empresa, que é remunerada com um percentual cobrado por locação. Em média, o aluguel custa R$ 7 a R$ 8 por hora ou R$ 60 por dia, dependendo do carro. Para garantir a segurança da transação, o Fleety valida a CNH de quem vai alugar e a transação via cartão de crédito.

1 / 8
1
06:43
Após ser acusado de comunista, Dimenstein cobra provas de Hasselmann
A deputada federal Joice Hasselmann perdeu a calma nas redes sociais ao atacar o jornalista Gilberto Dimenstein, acusando-o de militante …
2
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
3
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
4
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
5
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
6
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
7
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
8
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …