Últimas notícias:

Loading...

Procon lista sites ‘furados’ e dá dicas para não se enganar na Black Friday

Consumidor precisa estar atento para aproveitar a data e evitar dor de cabeça

Por: Redação

Não é por acaso que no Brasil a Black Friday é chamada por muitos de ‘Black Fraude’. A data, que se tornou uma das mais importantes para o varejo, possui grandes oportunidades para comprar produtos mais baratos, mas também é repleta de golpes e ofertas falsas. Para o consumidor não cair em ciladas, o Procon elaborou algumas dicas importantes. Confira!

mulher com notebook aproveita black friday
Crédito: IStockAproveite a Black Friday sem dor de cabeça

1 – O consumidor deve estar alerta para a existência de empresas fantasmas que criam sites falsos e oferecem ofertas enganosas. Os dados do fornecedor devem ser sempre checados antes de qualquer compra ou contratação;

2 – Conferir o endereço no Google Maps e observar se a empresa tem como endereço físico um local em que não há nenhuma atividade; consultar o CNPJ no site da Receita Federal e verificar se a empresa foi criada há poucos dias são medidas importantes;

3 – Antes de realizar uma compra online é recomendável também consultar a lista de sites de empresas que são más fornecedoras; a lista “Evite esses Sites” é disponibilizada no site do Procon-SP; veja aqui;

4 – Além disso, deve-se evitar clicar em links enviados por email, WhatsApp ou mensagens; o indicado é o consumidor buscar a empresa por sua própria iniciativa. “Tome você, consumidor, a iniciativa de procurar o site. É muito mais seguro e assim é mais fácil evitar problemas”, alerta Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP;

5 – É fundamental ter muito cuidado com boletos falsos; o consumidor deve ler o boleto com cuidado e conferir todos os dados antes de finalizar o pagamento – como o nome da empresa, data, CNPJ,etc;

Caso o consumidor caia nesse golpe, pode procurar o Procon de sua cidade, para que o órgão de defesa tente intermediar uma solução com o banco;

6 – Outro ponto a ser observado é quanto ao pagamento via Pix – o consumidor deve se assegurar quanto ao destinatário do pagamento, já que esse meio não possibilita estorno de valores;

7 – É importante fazer uma pesquisa de preços, evitando comprar no primeiro local e comparando os valores em diferentes fornecedores;

8 – Verifique o preço total, incluindo todas as despesas, como preço de frete, eventuais despesas contratuais e, no caso de compras a prazo, o valor das prestações, os juros etc. também são medidas necessárias;

9 – Faça uma lista do que pretende comprar, elegendo um limite de gastos para que o orçamento não fique prejudicado ao final da Black Friday;

10 – Compre com consciência apenas o que precisar e estiver dentro de seu orçamento.

Compartilhe:

?>