5 universidades tecnologicamente avançadas na América do Norte

Estudar em uma universidade tecnológica e inovadora traz uma série de vantagens aos estudantes

Por: Hotcourses Brasil | Comunicar erro

O mundo avança tecnologicamente a cada segundo. Enquanto você lê este texto, há acadêmicos, pesquisadores, cientistas e todo tipo de profissional de todas as áreas imagináveis trabalhando para revolucionar a maneira como vivemos, interagimos em sociedade e convivemos com o mundo. Para acompanhar esta evolução, as universidades também precisam estar em constante transformação para se adequar às demandas do mercado de trabalho e da sociedade de maneira geral.

De fato, as instituições de ensino superior são um dos principais agentes de desenvolvimento e progresso do mundo, conduzindo pesquisas revolucionárias, inventando novos produtos e processos, e formando profissionais preparados para fazer a diferença. É por isso que as grandes universidades internacionais estão cada vez mais tecnologicamente avançadas e inovadoras. Isto pode significar diversas coisas:

  • A oferta cada vez maior de cursos relacionados às áreas popularmente conhecidas como STEM: Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (Science, Technology, Engineering and Math).
  • A construção e/ou renovação de laboratórios e centros de pesquisa bem equipados e para áreas de estudo específicas.
  • O financiamento de novas pesquisas.
  • A implementação de tecnologias de última geração no campus para o uso cotidiano dos estudantes, seja em salas de aulas, bibliotecas, acomodações, instalações esportivas, etc.
  • O contato direto com parceiros na indústria a fim de proporcionar estágios e experiências práticas aos estudantes e também renovar regularmente a grade curricular para que os cursos permaneçam atuais e relevantes.

Recentemente, a Reuters publicou uma lista das universidades mais inovadoras do mundo. Segundo ela, as selecionadas eram as que “mais avançaram a ciência, inventaram novas tecnologias e empoderaram mercados e setores”. A Stanford University, na Califórnia (Estados Unidos), primeira colocada da lista, por exemplo, tem entre seus ex-alunos os fundadores de empresas como Google, Intel, HP e Netflix.

Quando uma instituição conduz pesquisas importantes e é responsável por inovações de relevância internacional, ela consegue divulgar trabalhos nas principais publicações científicas do mundo e passa a ser citada frequentemente por acadêmicos e pela indústria. Este é um fator definidor para identificar o nível de avanço tecnológico de uma universidade, assim como o número de pedidos de patente de seus alunos e professores e os vencedores do Prêmio Nobel que fazem parte dos seus ex-alunos.

Vantagens de estudar em universidades inovadoras e tecnológicas

Para os estudantes, quais são as vantagens de escolher uma universidade tecnologicamente avançada e inovadora? Muitas, do micro ao macro. De maneira geral, quanto mais tecnológica uma instituição, mais ela conquista o seu espaço no mundo da educação superior, o que, por consequência, pode significar diversas coisas, como, por exemplo:

  • Mais financiamentos externos para suas pesquisas.
  • Investimento do governo (se for uma escola pública).
  • A atenção de empregadores interessados em contratar seus graduados.
  • Conquistas de prêmios internacionais.
  • Parcerias transnacionais com instituições e escolas estrangeiras.

Tudo isso influencia diretamente a experiência do estudante. Ao optar por uma universidade que tem todos os fatores listados acima, o aluno:

  • Participa desde a graduação de projetos de pesquisas que revolucionam o mundo e fazem a diferença na sociedade.
  • Tem a oportunidade de ter aulas e receber orientação de professores publicados, renomados e reconhecidos mundialmente em suas respectivas áreas de estudo.
  • Ganha desenvoltura nos mais recentes equipamentos, ambientes de trabalho e práticas, com o padrão utilizado pela indústria.
  • É exposto a diferentes métodos de aprendizado, otimização dos estudos, programas interdisciplinares e trabalhos colaborativos.

5 universidades tecnologicamente avançadas nos Estados Unidos e Canadá

Tendo em mente todos estes aspectos das universidades internacionais tecnológicas e inovadoras, nós reunimos aqui cinco opções de instituições americanas e canadenses – os dois destinos de estudo mais populares entre os brasileiros – que são mais acessíveis em critérios de admissão e têm o mais variados valores. Confira:

1. University of California, Riverside – Estados Unidos

O campus Riverside, da famosa Universidade da Califórnia, está localizado entre Los Angeles e San Diego. Logo de cara, isto já é uma enorme vantagem: a sua proximidade ao Vale do Silício, onde se encontram as principais empresas de tecnologia do mundo e diversas startups – sem contar o clima incrível da Califórnia.

Uma das melhores universidades do mundo, a University of California, Riverside (UCR) tem desenvolvido importantes pesquisas, como o controle da doença bacteriana chamada Huanglongbing (HLB) que está prejudicando pomares cítricos da Flórida e outras partes do mundo. Recentemente, um dos seus professores de astrofísica planetária teve participação ativa no lançamento do Satélite de Pesquisa Exoplanet da NASA.

Além disso, a UCR ficou em 35º lugar entre 227 universidades pela economia de energia e sustentabilidade no campus e está no top 6% dos melhores cursos de Ciências Físicas e Engenharia do mundo.

A UCR tem as taxas de ensino mais cara da nossa lista: uma média de US$ 44.590 por ano. No entanto, ela oferece algumas oportunidades de bolsas de estudo para os estudantes internacionais, dependendo da sua elegibilidade.

Entre em contato com a University of California, Riverside.

2. New Jersey Institute of Technology – Estados Unidos

NJIT Innovations – Jonathan Daudelin

Jonathan Daudelin, a freshman majoring in mechanical engineering. Hes one of 10 children, all of whom were home-schooled. Being home-schooled gave him the luxury to study what he loved most and one of the things he loved most was to build robots. He spent endless hours playing with LEGOs and eventually began building LEGO robots.

O nome já diz muito! O Instituto de Tecnologia de Nova Jersey, conhecido como NJIT, é referência quando o assunto é preparar os seus estudantes para o mercado tecnológico e as suas constantes mudanças. Localizado a apenas 20 minutos de Manhattan, em Nova York, a instituição é reconhecida pelo seu investimento milionário em pesquisas e tem mais de 40 centros diferentes, como o Laboratório de Engenharia de Células-Tronco e Tecido, o Centro de Matemática Aplicada e Estatísticas e o recém-inaugurado Centro de Engenharia & Ciências da Vida, com uma proposta multidisciplinar.

Os estudantes podem escolher entre cursos nas áreas de Ciências Biológicas, Química & Ciência Ambiental, Ciências Humanas, Matemática e Física.

Entre em contato com o New Jersey Institute of Technology.

3. Douglas College – Canadá

A Douglas College está localizada em New Westminster, bem próxima à Vancouver, onde se encontram algumas das mais importantes empresas do mundo, como Microsoft, Amazon e Samsung.

O aprendizado prático é uma parte essencial da experiência na Faculdade. Recentemente, os estudantes de Humanas e Ciências Sociais conseguiram um financiamento da R. Howard Webster Foundation para pesquisas que buscam as soluções de problemas urbanos. Eles irão explorar os ambientes urbanos ao redor de Vancouver e reunir dados para compreender as variáveis que contribuem aos complexos problemas contemporâneos, como o congestionamento e a sustentabilidade.

Um dos principais atrativos da Douglas College é que ela oferece taxas de ensino mais baratas, por ser uma faculdade e ter um catálogo de cursos de dois anos de duração. (Entenda melhor o sistema de ensino e a diferença entre as instituições do Canadá.) A média do valor dos estudos na Douglas é de C$ 14.400 por ano.

Entre em contato com a Douglas College.

4. Virginia Tech – Estados Unidos

Outra que traz a tecnologia no título. A Virginia Tech tem um campus de 1.052 hectares com mais de 200 prédios acadêmicos e de acomodação, localizado em Blacksburg, na Virginia. A universidade oferece mais de 100 cursos de graduação nas áreas de Agricultura & Biociências, Arquitetura & Urbanismo, Negócios, Engenharia, Artes Liberais e Ciências Humanas, Recursos Naturais & Meio Ambiente, Ciências, Medicina Veterinária e Medicina.

A Virginia Tech está inaugurando um novo centro de inovação, o Calhoun Centro de Inovação no Ensino Superior, com a doação de um ex-aluno da universidade, David Calhoun, diretor sênior da Blackstone e ex-CEO da Nielsen. A iniciativa tem como objetivo traçar novas formas de preparar os estudantes para solucionar problemas e gerar novas perspectivas no complexo mundo atual. A doação de US$ 20 milhões também ajudará a criar um programa de aprendizado colaborativo sobre a economia de inovação do século 21 e a bancar bolsas de estudos para os participantes do programa.

Entre em contato com a Virginia Tech.

5. Fanshawe College – Canadá

A Fanshawe College fica em Londres, em Ontário, conhecida como “Cidade Floresta” por estar cercada de parques e lagos. Localizada a apenas duas horas de Toronto e também dos Estados Unidos, a Londres canadense é um centro empresarial e cultural.

Este ano, a instituição inaugurou um segundo endereço na cidade, onde encontra-se agora a sua Escola de Tecnologia, que oferece cursos nas áreas de Desenvolvimento de Games, Análise de Sistemas, Tecnologia da Informação, entre outros. A Fanshawe também tem uma Escola de Ciência Aplicada e Tecnologia, para quem quer estudar Engenharia, Biotecnologia, Automação, Tecnologia Ambientais, Tecnologias da Produção, etc.

Por ser uma líder em pesquisa acadêmica no Canadá, ela pode oferecer oportunidades para os estudantes de todas as áreas, com um dedicado Centro para Pesquisa e Inovação que conecta parceiros na indústria, empresas e comunidade com os estudantes e professores da Fanshawe.

Entre em contato com a Fanshawe College.

Cadastre-se aqui e fique por dentro das melhores dicas do Catraca Livre

4 instituições para estudar Engenharia no Canadá

Compartilhe: