Últimas notícias:

Loading...

Desafio humilhante faz professores rastejarem por notas de US$ 1

Docentes participaram da atividade "filantrópica" de um empresário para comprar materiais de sala de aula

Por: Redação

Em uma cena digna das distopias mais desagradáveis da literatura, dez professores de Dakota do Sul, nos Estados Unidos, rastejaram em um tapete de poucos metros quadrados para coletar notas de US$ 1 doadas por um empresário. Tudo ao som de uma torcida eufórica.

Desafio humilhante faz professores rastejarem por notas de U$ 1
Crédito: Reprodução/Redes SociaisDesafio humilhante faz professores rastejarem por notas de U$ 1

O episódio ocorreu no intervalo de um jogo de hóquei, no último sábado, 11.

Foram despejados US$ 5 mil (quase de R$ 30 mil) no chão. Os professores, com capacetes de proteção, recolhiam as cédulas e as guardavam como podiam.

Nas redes sociais, a iniciativa foi considerada degradante, vergonhosa e desumanizadora.

Abaixo, caso queira, assista ao vídeo:

A imagem foi comparada à série “Round 6”.

“Professores ajoelhados, lutando por dinheiro para comprar materiais para a sala de aula. Talvez seja eu, mas acho isso incrivelmente triste”, escreveu um internauta.

“Eu espero que o absurdo dessa imagem de professores ajoelhados no meio de uma pista de hóquei, tentando pegar dinheiro, chame a atenção para as necessidades de financiamento da educação que existem aqui em Sioux Falls, em Dakota do Sul e nos EUA”, disse outro.

“Os professores não deveriam ter que ficar fuçando no chão como animais atrás de lixo para juntar dinheiro”, lê-se em outro comentário.

Algumas foram mais diretas:

Segundo Ryan Knudson, responsável pela ação e diretor de desenvolvimento de negócios e marketing da CU Mortgage Direct, a intenção “filantrópica” era a de entregar dinheiro para que os professores pudessem comprar material escolar e equipamento para a sala de aula.

Desafio humilhante faz professores rastejarem por notas de U$ 1
Crédito: Reprodução/Redes SociaisDocentes participaram da atividade “filantrópica” de um empresário para comprar materiais de sala de aula

Compartilhe: