Finlândia será o primeiro país a abolir divisão do conteúdo escolar em matérias

Sabe quando você sempre pensa que anos depois você ainda não usou a fórmula de Bhaskara na vida, mas teve que estudar horas e horas só para uma prova? Então, na Finlândia isso vai ser bem diferente. Os finlandeses querem acabar com o ensino por disciplinas, como Matemática, Química e Geografia, e substitui-las por assuntos.

divulgação
Os finlandeses pretendem acabar com o ensino por disciplinas

Vai funcionar assim: ao invés de uma aula de Geografia, os alunos vão para uma aula sobre a “Primeira Guerra Mundial”, planejada em conjunto pelos professores especialistas em História, Geografia, Línguas Estrangeiras e pelo professor de Física que achou que uma boa oportunidade para trabalhar os conceitos de Mecânica com balística.

Atualmente, as escolas finlandesas já são obrigadas a oferecer ao menos um período de ensino multidisciplinar baseado em Fenômenos por ano. A previsão de é de que em 2020 a transição estará completa em todas as escolas do país.

Veja a matéria completa em Addictable.

Compartilhe:

1 / 8
1
30s
Onde ou Aonde?
Responda rápido: "Onde você quer ir jantar?" ou "Aonde você quer ir jantar?". Qual a resposta correta.
2
34s
Use “anexo” corretamente
Na hora de enviar um e-mail corporativo, você sabe como escrevê-lo corretamente?
3
34s
Senão ou se não?
Aprenda quando usar o "senão" ou "se não".
4
33s
Presente do Subjuntivo
Aprenda a usar corretamente o Presente do Subjuntivo.
5
02:13
O estilista que ensina de crochê em penitenciária masculina
O projeto Ponto Firme, criado pelo estilista Gustavo Silvestre, tem como objetivo transformar a vida de detentos de uma penitenciária …
6
01:47
Como se apaixonar por Bach – Lição 10
Curso "Como se apaixonar por Bach", com o maestro e pianista João Carlos Martins.
7
01:48
Como se apaixonar por Bach – Lição 9
Curso "Como se apaixonar por Bach", com o maestro e pianista João Carlos Martins.
8
01:30
Como se apaixonar por Bach – Lição 8
Curso "Como se apaixonar por Bach", com o maestro e pianista João Carlos Martins.