Últimas notícias:

Loading...

Maranhão aprova salário inicial de R$ 5.750 para professores

Por: Catraca Livre

Neste início de ano, os professores da rede estadual do Maranhão receberam uma boa notícia. O governador Flávio Dino (PCdoB) assinou uma medida, no dia 27 de fevereiro, passando para R$ 5.750 o salário inicial dos educadores com jornada de 40 horas semanais, e R$ 2.875,41 para os docentes em início de carreira, que cumprem 20 horas semanais.

Serão contemplados com o reajuste aproximadamente 31.500 professores ativos e outros 15 mil já aposentados. Com o anúncio, Maranhão se torna o primeiro estado a conceder aumento aos professores no Brasil. “Acreditamos que esse grande investimento é fundamental para desenvolver o nosso Estado”, afirmou Flávio Dino pelo Twitter.

O governador do Maranhão Flávio Dino assinou uma medida que eleva para R$ 5.750 o salário inicial dos educadores da rede estadual com jornada de 40 horas semanais.

O estado passa, assim, a ter os professores mais bem pagos do país. Até então, quem ocupava este posto era o Distrito Federal. Desde 2015, quando começou a gestão de Flávio Dino, os professores do Maranhão tiveram reajuste salarial de 30,35% – valor bem acima da inflação do período, medida pelo IPCA, que representa 21,46%.

Dino declarou à Folha de São Paulo que a expectativa do governo é que o Maranhão cresça 4% em 2018, com o auxílio do agronegócio: “O que tentamos colocar no lugar do patrimonialismo e hiperconcentração de riqueza que herdamos é uma economia mais forte e diversificada, que tenha políticas sociais capazes de distribuir a renda e que haja probidade e honestidade na gestão do dinheiro público”.

“Valorizar o educador é um caminho pra gente fazer uma educação digna aqui no Maranhão”, afirmou o secretário de Educação do estado, Felipe Camarão, em entrevista ao Brasil de Fato. Com impacto financeiro de 132 milhões de reais por ano na folha de pagamento do governo, a medida entra em vigor no mês de maio e faz parte de um pacote de ações na área de educação.

Com o aumento salarial, o Maranhão se torna o estado com os professores mais bem pagos do Brasil.

Entretanto, o trabalho no Maranhão é longo e árduo, considerando que a região é uma das mais pobres do Brasil – ocupando a penúltima posição entre os 26 estados no índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da ONU divulgado em 2014.

Em contrapartida, no estado de São Paulo, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou, no dia 4 de janeiro, o reajuste de 7% do piso salarial de mais de 200 mil professores da rede estadual. O salário base de um professor passará de R$ R$ 2.415,89 para R$ 2.585,00.

Leia mais:

Compartilhe: