Na Itália, projeto de contação de histórias envolve crianças no futuro de suas cidades

Por: Pra Onde vai Agora?
Reprodução
Projeto “Fronte di Liberazione dei Pizzinni Pizzoni”

Quem disse que fazer intervenções urbanas sensíveis e eficazes são necessariamente caras? Planejadores urbanos muitas vezes podem alcançar resultados eficazes com ferramentas inovadoras e não convencionais. Um bom exemplo disso vem da Itália através do projeto Fronte di Liberazione dei Pizzinni Pizzoni (algo como “a frente de libertação de Pizzinni Pizzoni”) que ensina sobre sustentabilidade urbana através de histórias.

No projeto iniciado em 2012 no bairro carente de San Donato, na cidade de Sassari, as principais ferramentas utilizadas são a contação de histórias e uma campanha de comunicação inovadora. O objetivo principal é libertar ruas e espaços públicos de carros estacionados beneficiando pedestres e permitindo que as crianças brinquem e se divirtam.

Leia mais: Em Copenhague, calçadas são transformadas em espaços para brincadeira

Tudo começou com uma carta de SOS ‘enviada do futuro’ pelos responsáveis pelo projeto às crianças de uma escola do bairro. O texto explicava as condições devastadoras da cidade em 2046. No futuro o bairro de San Donato havia se tornado um gigantesco centro comercial acessível apenas parta carros e onde as crianças que escrevem eram os últimos habitantes.

A mensagem foi um pedido direto de ajuda das crianças do futuro para as crianças de hoje. Isso originou reflexões e diálogos sobre como seria possível modificar a história a partir de ações do presente. Assim, foi possível mostrar passo a passo que algumas pequenas ações no presente podem ter resultados palpáveis no futuro.

Outro passo fundamental da experiência foi a campanha de comunicação com gestão em diferentes níveis de propagação: a partir da escola, do bairro e de toda a cidade. Foi construído um ar de mistério sobre as mensagens do futuro por ações integradas: artigos de jornal, spots de televisão locais (onde os protagonistas eram as mesmas crianças da Escola San Donato), adesivos e mensagens coladas por toda a cidade. Todo mundo ficou interessado em saber mais. Até mesmo o nome do projeto vem de uma expressão típica local que envolveram as crianças: no idioma local “Pizzinni Pizzoni” significa “crianças que são livre como um pássaro”.

Finalmente foi feito o convite para que a cidade toda participasse da “revolução” e uma grande quantidade de pessoas toparam o desafio deste projeto urbano eficaz que não pretende ter fim.

Por: Pra Onde vai Agora?

Se desta vida não se leva nada, vamos sair pelo mundo e coletar memórias de lugares maravilhosos! Pra onde você vai agora?

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Pra Onde vai Agora? da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1
Crise na Educação: o Enem, o Sisu e a demissão inesperada no Sesu
Crise na Educação: o Enem, o Sisu e a demissão inesperada no SesuAs últimas semanas foram carregadas de incertezas e …
2
Enem: após confusão, MEC corrige notas e libera inscrição no Sisu
O ministro da Educação,  Abraham Weintraub, publicou um vídeo em sua conta no Twitter com novas explicações para as inconsistências …
3
Baixa na Educação: MEC decide tirar TV Escola do ar
O Ministério da Educação (MEC) decidiu não renovar o contrato com a TV Escola, canal educativo com 25 anos de …
4
48:28
ENEM! Aulão de história na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
5
59:42
ENEM! Aulão de português na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
6
47:47
ENEM! Aulão de matemática na Catraca
Em ritmo de Enem, a Catraca Live, em parceria com a SAS plataforma de Educação, realizou uma série de Lives …
7
04:21
Weintraub usa o MEC para tentar tirar verbete da Wikipédia do ar
Uma matéria publicada pelo jornal Folha de S. Paulo mostra que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou o peso …
8
01:46
Os erros de português mais absurdos do governo Bolsonaro
A língua portuguesa não é bem o forte da gestão Bolsonaro. Vários nomes importantes do governo já escorregaram no idioma …