Projeto Conexões abre inscrições

Por: Redação

Grupos de teatro de escolas públicas e particulares, além dos independentes, terão a oportunidade de vivenciar uma rara experiência de aprendizagem, que une teatro e educação, ao participarem do Projeto Conexões, que abre inscrições pelo site www.conexoes.org.br. As participações no projeto são gratuitas.

Versão nacional do já consagrado New Connections, do National Theatre de Londres, a quarta edição do projeto no Brasil reunirá cerca de 300 estudantes de 20 grupos de teatro amador. Ao longo deste ano, eles passarão por um intenso processo de experiência teatral, que culminará na Mostra de Teatro Conexões. Resultado da parceria entre Cultura Inglesa São Paulo, British Council Brasil, Colégio São Luís, National Theatre  de Londres e Célia Helena Teatro-Escola, o Conexões tem o apoio cultural da VIVO e do Teatro VIVO.

Em 2010, os participantes poderão encenar textos do dramaturgo Newton Moreno (autor de peças como ‘Agreste’ e ‘As Centenárias’), da atriz e também dramaturga Jandira Martini (recentemente interpretou a Puja, da novela ‘Caminho das Índias’ da Rede Globo) e das inglesas Lisa McGee (da premiada peça Girls and Dolls) e Daisy Campbell.

Etapas

Após o sorteio, os grupos escolherão o texto a ser encenado, entre as quatro opções. Em seguida participarão durante sete meses de uma intensa programação, que compreende workshops de imersão com os autores das peças e ensaios com a orientação de professores do Célia Helena Teatro Escola. O resultado desse trabalho será apresentado ao público em novembro, na Mostra Conexões de Teatro. Os textos também serão publicados em um livro, com versões em português e inglês, e distribuídos em escolas públicas e bibliotecas municipais e para os parceiros internacionais do projeto (Reino Unido, Portugal, Itália, Noruega e Geórgia).

“A cada ano percebemos o amadurecimento dos grupos e temos a certeza de que a iniciativa tem muito a acrescentar para a dramaturgia brasileira, além de abrir uma nova possibilidade de descobrir novos talentos”, diz Lígia Cortez, diretora do Célia Helena Teatro Escola.

Compartilhe: