Após protestos, Preta Gil se posiciona sobre caso Vogue

Seguidores não apoiam a cantora que é acusada de "passar o pano" para a socialite

Por: Redação | Comunicar erro

Depois de longo silêncio, Preta Gil resolveu se posicionar, na última segunda-feira, 11, sobre o caso da festa da diretora da Vogue, Donata Meirelles, acusada de racismo.

Cobrada por seus seguidores, que queriam saber por que Preta Gil foi cantar no segundo dia da festa de comemoração de 50 anos da socialite, ela disse: “Como amiga, me sinto na obrigação de fazer o alerta, mas não abandonar. Fui cantar na segunda festa de Donata com amor e afeto. Eu creio que qualquer um, ao reconhecer um erro, mesmo sem intenção, dá um grande passo para a construção de um novo olhar e compreensão sobre algo que já deveria ter sido compreendido por todos, mas que ainda hoje infelizmente não é entendido”.

Crédito: Reprodução/InstagramPreta Gil é criticada por posicionamento brando no caso de Racismo da ‘Vogue’

“Não é mimimi, é real, incomoda, mata e machuca. E precisamos cada vez mais de aliados para dirimir os danos causados pelo racismo. Tudo isso serve de aprendizado para todos! Não estava em silêncio, estava conversando, fazendo o que faço sempre, escutando a todos e a partir disso formando minha opinião. No meio disso, li inverdades e críticas vindas de todos os lados, enquanto nos atacarmos sem diálogo não há evolução”, disse à cantora que foi amplamente criticada nas redes sociais.

View this post on Instagram

O racismo é uma doença perversa que atinge a sociedade. E posturas, consideradas racistas e excludentes, foram naturalizadas ao longo dos séculos. Cada vez mais podemos falar sobre isso e desmitificar o preconceito que faz parte do cotidiano. A festa dos 50 anos de Donata, amiga que amo tomou conta das redes, não só pela grandiosidade do evento, mas pela escolha do receptivo vestido com roupas de baianas. Não estava na festa, mas ao tomar conhecimento das imagens, sabia que seria polêmico. Sou Preta, no nome e na pele. E cada vez mais busco me informar e saber como posso adotar uma postura antirracista e entender novos códigos que são latentes no mundo hoje. Em momentos assim, me sinto na obrigação de chamar meu amigo ou amiga e apontar o que considero errado e convidar para a construção de um novo debate sobre o tema. Como amiga, me sinto na obrigação de fazer o alerta, mas não abandonar. Fui cantar na segunda festa de Donata com amor e afeto. Eu creio que qualquer um, ao reconhecer um erro, mesmo sem intenção, dá um grande passo para a construção de um novo olhar e compreensão sobre algo que já deveria ter sido compreendido por todos, mas que ainda hoje infelizmente não é entendido. Não é mimimi, é real, incomoda, mata e machuca. E precisamos cada vez mais de aliados para dirimir os danos causados pelo racismo. Tudo isso serve de aprendizado para todos! Não estava em silêncio, estava conversando, fazendo o que faço sempre, escutando a todos e a partir disso formando minha opinião. No meio disso, li inverdades e críticas vindas de todos os lados, enquanto nos atacarmos sem diálogo não há evolução. PS 1: não estou fazendo militância seletiva porque não sou militante, mas nesse caso acho que se encaixa mais em Militância AFETIVA

A post shared by Preta Gil ? (@pretagil) on

Para os seguidores de Preta, o posicionamento da atriz foi brando e seletivo. Diversos internautas afirmaram que se o caso não tivesse acontecido com uma amiga, ela não teria “passado o pano”.

“Usar pessoas e símbolos de uma religião como decoração de festa não pode ser classificado apenas como um simples erro. É desumano, frio e chocante”, disse uma seguidora. Preta respondeu questionando quando ela teria dito que achou “bacana” a atitude da executiva da “Vogue”. Outro seguidor rebateu: “Preta Gil então sai de cima do muro! Se não achou bacana por que não falou no texto enrolador?”.

Crédito: Reprodução/Instagram@pretagilDiscussão entre Preta Gil e seguidores

Saiba mais sobre a festa que causou tanto debate no link abaixo.

Compartilhe:

1 / 8
1
05:00
Netflix: ‘Elisa y Marcela’ um amor à frente de seu tempo
Você já imaginou ser possível a Igreja Católica realizar um casamento entre duas mulheres na Espanha em 1901 e esse …
2
01:25
Obras de Cândido Portinari estão no ‘Google Arts and Culture’
Cinco mil obras do pintor Candido Portinari foram disponibilizadas de maneira digital pela plataforma Google Arts & Culture. Pra acessar é …
3
09:12
Copa feminina: Boletim da Tia Paulinha – Episódio 2
Cristiane meteu 3 nas redes jamaicanas e garantiu a vitória do Brasil no jogo de estreia na Copa do Mundo. Como …
4
04:32
‘Baseado em Fatos Raciais’ aborda maconha e preconceito na Netflix
Já imaginou uma aula de história, regada à jazz, rap, vinil e maconha? Gostou? Então assista ao documentário "Baseado em …
5
03:25
Trailer de La Casa de Papel dá pistas sobre a 3ª temporada
Os fãs de La Casa de Papel aguardam ansiosos pela estreia da 3ª temporada da série. Mas depois do novo …
6
02:49
Pôster de ‘Mulher-Maravilha 1984’ exibe heroína com armadura dourada
Bastou a diretora Patty Jenkins divulgar em seu Twitter, o primeiro pôster de "Mulher-Maravilha 1984", para a rede social cair …
7
15:10
Copa feminina na Catraca Livre: pegue a pipoca e solte o play!
Vai ter cobertura da Copa do Mundo de Futebol Feminino, sim! Toda semana a Catraca Livre vai trazer um vídeo …
8
02:49
Quinta temporada de ‘Black Mirror’ chega agora na Netflix
A série Black Mirror retorna em Junho na Netflix e trará, em um dos episódios, Miley Cyrus, mostrando o perigo …