Bial pede paz após ser linchado por crítica a filme de Petra Costa

Apresentador ainda aproveitou para criticar Bolsonaro, citando "retardo intelectual"

Por: Redação

Em um artigo publicado no jornal O Globo, Pedro Bial pediu paz após ser linchado virtualmente por criticar  o documentário “Democracia em Vertigem“, de Petra Costa. O filme, que fala sobre o processo que tirou Dilma Rousseff da presidência em 2016, concorre ao Oscar que será entregue esta noite.

“É com a carcaça moída e esfolada de tanta pancada virtual que venho a público acenar: bandeira branca. Amor. Eu peço paz”, começa o texto.

Em seguida, Bial justificou dizendo que foi apenas uma conversa informal durante uma participação em um programa de rádio. “Palavras ditas num papo assim, transcritas para o papel, ganham peso enganoso, o sorriso na voz se perde. Não me queixo, faz parte”, continuou.

pedro bial depressão
Crédito: Reprodução/TV GloboPedro Bial pede paz após linchamento virtual

Na ocasião, em entrevista à Rádio Gaúcha, o apresentador disse que o longa é uma “mentira” e uma “ficção alucinante”, e também dirigiu críticas à direção de Petra Costa: “uma menina dizendo para mamãe dela que fez tudo direitinho”.

Bial, no entanto, não pediu desculpas pelo tom desrespeitoso com a diretora e emendou: “Apanho sem berrar, só não me venham com o machismo de tratar como menina indefesa uma mulher que sabe bem se defender.”

trecho do documentário "Democracia em Vertigem"
Crédito: Reprodução/NetflixNo documentário “Democracia em Vertigem”, Petra faz um relato sobre o processo que tirou Dilma da presidência em 2016

No texto, Bial também aproveita para criticar a reação de Bolsonaro com relação ao filme. “A insegurança do governo e seu temor de que a imagem do Brasil possa ser arranhada por um filme são bobagens, tiros nas próprias patas. Além de mais uma amostra do retardo intelectual de nosso governante, como apontei no rádio, é um escândalo que se gaste o dinheiro público para atacar nossa artista de destaque internacional”.

O apresentador termina o artigo afirmando que um filme brasileiro no Oscar é sempre bom para o Brasil. “Se ganhar, melhor ainda. Viva o cinema brasileiro.”

Leia aqui o artigo de Bial na íntegra.

“Democracia em Vertigem” concorre como melhor documentário e é o único representante brasileiro na premiação.

Confira abaixo a lista completa dos indicados ao Oscar:

Compartilhe: