Últimas notícias:

Loading...

Carla Diaz se revolta com inquérito de ‘racismo reverso’ a seu favor

"Não existe", frisou a atriz e ex-BBB

Por: Redação

A ex-participante do Big Brother Brasil 21 (BBB 21), Carla Diaz se revoltou ao descobrir ser vítima de um inquérito da Polícia Civil do Rio de Janeiro por injúria racial, o que é popularmente conhecido como ‘racismo reverso’.

Crédito: Reprodução/TwitterCarla Diaz se revolta com inquérito de ‘racismo reverso’ a seu favor

Em seu perfil no Twitter, Carla Diaz contou que foi visitada por oficiais da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) e intimada a prestar esclarecimentos sobre o caso na condição de vítima de preconceito.

Para a atriz, o episódio se trata de “absurdo”. Carla Diaz ainda afirmou não ter mais detalhes sobre o caso e rebateu o processo: “Acho importante afirmar aqui que racismo reverso não existe. Gente, por favor, vamos ler, vamos nos informar, a internet está aqui para isso. O programa debateu racismo a semana toda. Eu estou muito chateada com essa situação, ainda mais porque tudo isso começou quando eu ainda estava na casa, usaram o meu nome sem o meu conhecimento para me colocar nessa situação”, afirmou.

Em seguida, Carla Diaz informou que atualizará seus fãs de acordo com o recebimento de informações sobre o processo por ‘racismo reverso’.

No vídeo, Carla não diz quem é o responsável por mover o processo por ‘racismo reverso’ que resultou em sua intimação. Porém, em fevereiro, quando o BBB 21 estava apenas começando, o deputado estadual Anderson Moraes (PSL-RJ) apresentou uma notícia-crime  contra Lumena por comentários que a psicóloga fez sobre Carla Diaz.

Anderson Moraes pediu que os comentários de Lumena fossem investigadas como “racismo reverso” por parte da baiana.