Últimas notícias:

Loading...

Carla Vilhena critica Maju pela cobertura da morte de Jorge Fernando

A ex-jornalista da Globo foi criticada e depois se desculpou, sob a prerrogativa de que estaria dando dicas para a nova âncora do "Jornal Hoje"

Por: Redação

Maju Coutinho voltou a ter seu trabalho como âncora do “Jornal Hoje” como alvo de opiniões e críticas. Dessa vez, foi Carla Vilhena, ex-jornalista da TV Globo, que disparou alguns comentários sobre a atuação da profissional.

De acordo com Vilhena, a forma como Maju Coutinho teria feito a cobertura da morte do ator e diretor Jorge Fernando não condiz com os padrões da cobertura de uma morte.

“Sobre matéria da morte de Jorge Fernando (a quem eu admirava como ator e diretor): Por mais que ele tenha sido divertido em vida, está morto. Repórter, não precisa berrar tanto. Apresentadora, vamos evitar rir depois das cenas de arquivo, enquanto lê a frase ‘o corpo do diretor…'”, escreveu Carla Vilhena em sua conta no Twitter.

Na sequência, Vilhena continuou a falar sobre o tema com alguns de seus seguidores: “Maju Coutinho é ótima. Não estou em posição de criticá-la. É uma dica simples de algo que se aprende com a experiência”.

carla vilhena e maju coutinho
Crédito: ReproduçãoCarla Vilhena critica Maju Coutinho pela cobertura da morte de Jorge Fernando

Porém, após diversas críticas dos internautas, a ex-global decidiu apagar o tweet com as críticas, e publicou um pedido de desculpas à Maju Coutinho.

“Cometi um erro de avaliação. O que achei q poderia ser uma dica para apresentação acabou sendo interpretado como uma ofensa a uma pessoa que adoro, a @majucoutinho. Muitas pessoas entenderam assim. Por isso, peço humildemente desculpas pelo erro. E à Maju, desejo mais sucesso.”

Um internauta que não gostou do comentário de Vilhena deu uma ótima dica a ex-global:

“Carla, não acharia melhor repassar a dica em off? Eu mesmo, entendi que você quis queimar o filme da colega abertamente por aqui.”

Não é a primeira vez

Esta não é a primeira vez que Maju Coutinho teve seu trabalho como âncora do “Jornal Hoje” questionado.

Compartilhe: