Ex-BBB Prior será intimado na próxima semana por denúncias de estupro

Delegada descartou prisão preventiva do arquiteto

Por: Redação

Felipe Prior receberá uma intimação na próxima semana para prestar depoimento sobre as acusações de crime de estupro e tentativa de estupro, que vieram à tona depois que ele deixou a casa do Big Brother Brasil (BBB20), da Globo.

felipe prior bbb
Crédito: Reprodução/TVGloboO ex-participante da atual edição do Big Brother Brasil 20 (BBB20), Felipe Prior, negou que tenha cometido tais crimes

Maria Valéria Pereira Novaes, delegada responsável pelo inquérito, confirmou que a investigação está em fase de ouvir testemunhas das vítimas e disse que não pedirá a prisão dele no momento.

“Não existe nenhuma possibilidade de eu pedir a prisão dele. Não tem nem porquê, ao menos não pelo que temos até então. Esse caso em particular depende muito do que o Ministério Público e a Justiça entenderem o que é cabível. Inclusive porque os supostos crimes são mais antigos. Tem que haver uma motivação – ameaças, por exemplo – para eu pedir prisão”, disse à revista Marie Claire.

Em notícia divulgada pela publicação em 3 de abril, o ex-BBB Prior supostamente cometeu os crimes com três mulheres em datas diferentes – em 2014, 2016 e 2018.

O QUE FAZER EM CASO DE ESTUPRO?

  • Cuide da sua saúde em primeiro lugar. Antes de se preocupar com as medidas legais é importante receber atendimento médico, se necessário. Existem centros especializados em saúde da mulher que costumam estar melhor preparados para os casos de violência sexual.
  • Chame a polícia ou vá até uma delegacia.
  • Será feito um boletim de ocorrência e você será encaminhada, em seguida, a um hospital para realizar exames e receber medicamentos para prevenir doenças sexualmente transmissíveis (como o HIV), além de receber a pílula do dia seguinte para evitar gravidez, caso já não tenha passado por atendimento médico.
  • O boletim de ocorrência logo após o crime é importante para que seja feito o exame de corpo de delito (realizado por um médico no Instituto Médico Legal — IML). Por essa mesma razão, não é recomendável que a vítima tome banho após o ocorrido, pois isso pode impedir a coleta de algumas provas importantes para a investigação e posteriormente para o processo criminal (ex: identificação da presença de sêmen o que pode auxiliar até na identificação do autor). Além disso, é importante guardar as roupas usadas no momento do crime para coleta de provas. O DNA do autor pode ser coletado destas peças de roupa, por exemplo.
  • Nos casos em que houve o uso de drogas como o “Boa Noite Cinderela” é importante que a vítima faça o Exame Toxicológico (através de exame de sangue e urina) em no máximo 5 dias após a ingestão. O ideal é fazê-lo o quanto antes possível.
  • Nunca se deve culpar a vítima pelo crime cometido contra ela. A culpa jamais será da vítima e pressão de amigos e familiares indagando sobre a roupa, comportamento, postura, circunstâncias corroboram para os altos índices de suicídio entre vítimas de estupro.

Acompanhe a página especial do BBB20 na Catraca Livre e fique por dentro de tudo que rola na casa mais vigiada do Brasil!