Jornalista aceitou desafio de ler um livro por dia. E conseguiu.

Por: Redação

A jornalista Tatyani Leite respira livros.

Ela tem um site chamado Vá Ler um Livro.

E um canal no Youtube

Taty resolveu fazer um autodesafio: ler um livro por dia durante um mês

Neste vídeo, ela compartilha sua experiência.

Taty iniciou uma experiência com a Catraca Livre.

Semanalmente associar filmes em cartaz no cinema ou novidades no Netflix a livros que possam dar uma nova vida à tela.

Veja sua estréia.

Dia 19 de julho vai acabar as férias de uma galera que ficou
conhecida por assaltar a Casa da Moeda
A terceira temporada de “A Casa de
Papel” está confirmada, mas enquanto ela não chega, viemos trazer uma história
bem parecida.
E que quase ninguém conhece.
Chama-se “Dinheiro Queimado”, livro de Ricardo Piglia.
Um escritor argentino que teve acesso a documentos sobre um crime que
aconteceu num banco, em 1965, na Argentina. Um crime real, com depoimentos dos
ladrões, policiais, testemunhas e assim vai.
O mais interessante é que também se trata de um crime pré-organizado por um cara
chamado Malito, que gosta de ser chamado de engenheiro, e chama um grupo de
criminosos para organizar o crime que mudará suas vidas. Aliás, todos eles são
colocados dentro de um apartamento para que estudem suas respectivas funções e
também coloquem à prova suas especialidades.
Até esses criminosos são semelhantes, sendo reconhecidos apenas por apelidos e
também tendo personalidades parecidas com as do série, fazendo confusões até no
nosso coração, numa relação de amor e ódio por cada uma das pessoas
apresentadas.
Até porque, citando a primeira frase do livro, “o que é roubar um
banco, comparado com fundá-lo?”.