Júlio Cocielo vira réu por crime de racismo após comentários na web

O Ministério Público acusa o influenciador digital por publicações feitas entre 2011 e 2018

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O youtuber e influenciador digital Júlio Cocielo virou réu pelo crime de racismo após fazer comentários e publicações em redes sociais, principalmente no Twitter, com o teor preconceituoso entre 2 de novembro de 2011 e 30 de junho de 2018.

júlio cocielo
Crédito: Reprodução/InstagramJúlio Cocielo vira réu por crime de racismo após comentários na web

Júlio Cocielo foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo, em 8 de setembro, e a juíza Cecilia Pinheiro da Fonseca, titular da 3ª Vara Criminal do Fórum Criminal da Barra Funda acolheu o pedido. O crime de racismo é imprescritível e prevê pena de de 2 a 5 anos de prisão.

Uma das postagens de maior repercussão foi feito em junho 2018, quando o o youtuber disse que o jogador de futebol francês Kylian Mbappé “conseguiria fazer arrastões top na praia”, por causa da velocidade em que corria em campo.

Considerado uma das dez personalidades que mais influenciam os jovens no Brasil, Cocielo então justificou a postagem: “mano, você que me acompanha, você tá ligado que eu sou pela ordem, jamais faria isso! depois vê minhas respostas, eu explico exatamente qual foi minhas ideias. Deletei para não decepcionar ninguém e não continuar sendo interpretado de forma diferente! não era esse o contexto”. Com mais de 14, 7 milhões de seguidores no Instagram, ele já foi garoto-propaganda de marcas como McDonald´s, Foster, Gillette, Tic-Tac e outras.

Após ser criticado e chamado de racista, além de perder seguidores e patrocinadores, Cocielo fez um vídeo pedindo desculpas em que disse que a “ignorância” foi combatida com “conhecimento”.

Agora, Júlio Cocielo tem o prazo de 10 dias para apresentar sua defesa e possíveis testemunhas.

Até o momento, o youtuber não se manifestou sobre o caso.

Porque é importante denunciar racismo

O racismo é um dos principais temas de debate na sociedade atual – ainda bem! Casos de racismo são denunciados diariamente nas redes sociais e vale ressaltar que a prática horrorosa é crime na maior parte do planeta. Infelizmente, luta diária ainda é algo muito necessário tendo em vista que o mundo tem diversos resquícios ainda da época da escravidão.

É essencial para o enfrentamento contra o racismo seja feito por toda sociedade, inclusive por pessoas brancas, que por séculos são privilegiadas por simplesmente serem brancas. A luta antirracista precisa vir de todos os lados, por isso é muito importante se conscientizar sobre local de fala e privilégios.

Saiba mais aqui.