Milton Gonçalves processa Paulo Betti por racismo

Os dois atores disputam Sindicato dos Artistas em chapas opostas

Por: Redação | Comunicar erro

Milton Gonçalves processa Paulo Betti por racismo, em meio a disputa das eleições do Sindicato dos Artistas. A ação está na 33ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. As informações foram obtidas pelo jornal ‘Folha de S.Paulo’.

Crédito: DivulgaçãoMilton Gonçalves processa Paulo Betti por racismo

O ator Paulo Betti faz parte de uma chapa criada com intuito de concorrer contra Gonçalves, no próximo pleito pela presidência do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente, Milton Gonçalves é o presidente do sindicato.

Eles fazem parte de um grupo no Whatsapp chamado “Profissão Artistas”. Neste grupo, no dia 16 de abril deste ano, Betti publicou a mensagem tida como racista por Gonçalves. “A atual diretoria do sindicato está lá há muito tempo e tem uma forte representação negra com Jorge Coutinho e o grande Milton Gonçalves, além do querido Cosme, isso complica bastante a luta, pois pode confundir as coisas”. ​

Racismo: saiba como denunciar e o que fazer em caso de preconceito racial

Crédito: Reprodução/WhatsappMilton Gonçalves processa Paulo Betti por racismo

Segundo consta nos autos do processo, obtidos pela Folha, para a defesa de Milton e Jorge, as falas de Betti possuem “ambiguidade e dubiedade”, denotam interpretação imprópria e infeliz, fazendo distinção entre negros e brancos, e são “insinuações evidentemente maledicentes”.

Milton Gonçalves quer que Betti esclareça em juízo o que quis dizer com suas declarações e responda a pelo menos três perguntas: “Que complicador seria o levantado por Betti diante o fato de Milton e Jorge terem forte representação negra? O que poderia “confundir as coisas”? Que coisas seriam essas? Que luta seria essa?”

“Embora não reste dúvidas quanto à hostilidade das palavras prolatadas por Betti, há real possibilidade de se aferir a prática de crime de injúria preconceituosa, dependendo do que declarar o interpelado”, diz a petição inicial.

O juiz Daniel Werneck Cotta determinou que Betti apresente sua defesa em 15 dias, a contar do último dia 13 de junho. A defesa se apoia no artigo 144 do Código Penal, no qual diz que, se Betti se recusar a dar explicações em juízo, ou o juiz entender que as explicações não são satisfatórias, ele deve responder pela ofensa. Caso condenado, Betti pode pegar de um a três anos de prisão, mais multa.

A eleição da presidência do Sindicato dos Artistas acontecerá 29 e 30 de junho, e 1º de julho.

Compartilhe:

1 / 8
1
06:15
Marvel aposta em representatividade para seus próximos lançamentos
O painel da Marvel Studios no palco do Hall H, o maior auditório da San Diego Comic-Con, foi um dos …
2
03:58
Netflix: ‘Cuba e o cameraman’ registra a história nua e crua de Cuba
"Cuba e o Cameraman", de 2017, disponível na Netflix, é um registro de centenas de horas de gravações feitas por …
3
03:56
Netflix: ‘Capitão Fantástico’ é inspiração para a família toda
Chegou na Netflix o filme “Capitão Fantástico”, que faz sucesso entre adultos e crianças. Você vai se inspirar com a história …
4
05:57
15 memes imperdíveis sobre o governo Bolsonaro
Já ouviu falar em deep fake? A tecnologia usada para colocar o rosto de uma pessoa em outra em um …
5
05:57
Netflix: ‘Olhos que condenam’, quando a justiça não é cega
"Olhos que condenam" é uma minissérie com 4 episódios que conta a história real de um dos maiores e mais …
6
02:59
A origem dos filmes da Disney
No vídeo de hoje, a nossa correspondente Taty Leite, do Canal Vá Ler um Livro, conta sobre como os filmes …
7
01:17
Conheça as obras de Robert Mapplethorpe
O jornalista Gilberto Dimenstein foi ao museu Guggenheim, em Nova Iorque e comenta a carreira do fotógrafo Robert Mapplethorpe, que …
8
03:04
Netflix: comédia argentina fala sobre arte e amizade
O cinema argentino nos brinda com mais um grande filme, disponível agora na Netflix. “Minha obra-prima” é um filme para …