Namorado rebate internautas após Fátima chama-lo de William

Túlio Gadêlha culpou machismo estrutural para comportamento nas redes

Por: Redação

Túlio Gadêlha publicou em seu perfil no Twitter, neste sábado, 18, um recado aos internautas que julgaram Fátima Bernardes por ter trocado o nome dele pelo de William Bonner, e por ter sido alvo de comentários maldosos e piadas por conta do equívoco da amada.

fatima bernardes tulio gadelha
Crédito: Reprodução/InstagramFátima Bernardes passou por uma situação meio desagradável em live com o namorado, Túlio Gadêlha

Segundo o deputado federal, quem reagiu de forma negativa ao ato falho da apresentadora é machista. E explicou o motivo. “Definitivamente, o ser feminino é um ser mais evoluído. O que leva um homem adulto a se sentir ofendido porque sua companheira, por engano, falou o nome do ex-companheiro? Não é infantilidade. É sentimento de posse. É machismo estrutural. E é insegurança também”, declarou.

Para quem não viu, a jornalista estava falando de como tem sido a rotina da família durante a quarentena, e quando foi citar os nomes dos filhos, acabou dizendo o nome do apresentador do Jornal Nacional, pai de Vinícius, Laura e Beatriz, como você pode ver abaixo ou no LINK.

O que machismo?

O machismo é o preconceito que se opõe à igualdade de direitos entre os gêneros, favorecendo o gênero masculino em detrimento ao feminino. Em bom português: é toda a opressão sofrida por mulheres e produzida por homens.

Por exemplo, uma pessoa machista é quem acredita a mulher não deve se portar e ter os mesmo direitos de um homem ou que julga a mulher como é inferior ao homem em aspectos físicos, intelectuais e sociais.

O pensamento machista é totalmente cultural e pode vir de todo canto da sociedade, independente da classe social, posição política, religião ou família.

Por ter sido tratado como algo normal por muito tempo, há apenas algumas décadas esse comportamento é problematizado, especialmente pelos movimentos feministas, que lutam pela igualdade de gênero.

E mesmo com o avanço da luta feminista, não é todo mundo que concorda que o machismo deve ser combatido. Isso faz com que, mesmo com os esforços feministas, ele ainda esteja presente em tantos ambientes.

Compartilhe: