Últimas notícias:

Loading...

Nego do Borel fala em racismo como motivo de saída de ‘A Fazenda 13’

"Não entendi por que acordei na minha casa", disse o funkeiro, negando acusações de estupro

Por: Redação

Nego do Borel falou em racismo ao justificar sua saída de “A Fazenda 13”. O cantor que foi expulso do reality após acusações de estupro, envolvendo a participante Dayane Mello, publicou um vídeo neste domingo, 26, para se manifestar sobre sua expulsão e também para contar sua versão da história. “A polícia constatou que não teve estupro. Mesmo assim, eu e minha família estamos sendo atacados”, afirma.

Nego do Borel fala em racismo como motivo de saída de 'A Fazenda 13'
Crédito: Reprodução/Instagram @negodoborelNego do Borel fala em racismo como motivo de saída de ‘A Fazenda 13’

Nego Borel vs Duda Reis

Sem falar em nomes, ele criticou a ex-noiva, Duda Reis. No último dia 18 de setembro, ele foi indiciado por violência doméstica contra ela. Duda demonstrou revolta ao ver a polêmica e ainda criticou a TV Record, chamando-os de coniventes. “Entrei pro reality e tem uma ‘pessoinha’ aqui fora que eu não sei por que não segue a vida dela”, disse Nego. “A pessoa ficou falando de mim não sei por quê”, enfatiza.

Cantor considera que “não teve maldade” em episódio com Dayane

O funkeiro também falou sobre Dayane: “Conheci a Day, pessoa maravilhosa, gentil, simpática. Gostamos um do outro, aconteceu o que aconteceu e até agora não entendi por que estou aqui na minha casa. Mas se for pelo fato da Dayane ter dormido comigo no estado que ela estava, desde já eu quero aqui, primeiramente, pedir perdão a minha mãe, minha avó e minhas tias, que são mulheres, e depois pedir desculpa a todas as mulheres. Porque eu não vi maldade, eu não tive maldade na hora”.

“Como a Adriane Galisteu falou na apresentação, que quando uma mulher tá alcoolizada e ela fala que ‘não é não’ e ‘sim também é não’, vocês podem ver na filmagem que quando ela [Dayane] fala pra mim ‘não’, eu vou dormir. A gente não faz mais nada, a gente não transa”, alegou.

Triste mas com a família

“Até agora eu tô tentando assimilar tudo o que aconteceu, o que houve. As coisas daqui de fora também pesaram e me atrapalharam dentro da casa. Tô fora, tô com a minha família, mas tô triste pra c*ralho. Não sei mais o que eu falo, o que eu faço. A minha palavra não tem relevância”, lamentou.

Nego continuou tentando afirmar sua inocência: “Ao longo do tempo, a polícia vem dando os laudos do [outros crimes pelos quais o cantor havia sido acusado] dinheiro, do fuzil, do estupro, de um monte de coisa, que a polícia apurou e viu que não aconteceu de fato. E, mesmo assim, eu tô sendo atacado, mano. Eu dormi do lado de uma pessoa que sim, estava alcoolizada. Eu estava sim, querendo ficar com ela, e ela querendo ficar comigo. E vocês podem ver que depois da noite que a gente dormiu junto, ela fala que quer dormir comigo de novo”.

Ameaçou suicidar-se

“Mano, eu vou acabar tirando a minha vida. Eu não tô blefando. Eu tô sendo taxado como bandido. Pô, eu nunca roubei no mato. Tem tanta gente fazendo tanta maldade por aí. Tô querendo saber o que eu fiz pra merecer tanto ódio. Por que isso, mano?”, questionou. “Se eu fosse um bandido, [por] tudo o que eu fui acusado, era pra eu estar preso. E eu tô aqui dentro de casa, sofrendo um pré-julgamento da galera da internet, do Brasil. Vamos esperar a polícia apurar tudo”.

“Saí de um reality que eu fiz amizade. Eu estava feliz. Mais uma coisa que eu perdi. Eu não sei mais o que eu faço da minha vida. Esse é o racismo na cara da sociedade. É porque eu sou preto? Porque sou funkeiro? Porque vim da favela? Vocês vão tirar a minha vida. Eu tô depressivo, eu tô magoado, eu tô mal. Eu não fiz por maldade”.

No final do vídeo, Nego do Borel começa a chorar ao falar sobre saída conturbada do reality. “Mais uma vez eu perdi. Uma oportunidade para mostrar quem eu era. Fui pra roça, voltei. Falei: ‘Caraca, as pessoas vão me conhecer’. E aí quando eu acordo, eu tô em casa. O que eu fiz? Eu dormi com a mulher. A mulher estava, sim, bêbada. Eu não fiz nada. Ela falou que não. A gente descansou, dormiu. Amei dormir com ela. E mesmo assim, eu tô aqui. Aí todas as coisas boas que eu fiz são apagadas”.

Compartilhe: