Netflix: a Terra como você nunca viu

Por: Jacqueline Cordeiro Comunicar erro

Onde você mora? Você pode responder rapidamente dando seu endereço da casa ou apartamento onde você habita.

Mas o local onde você mora é, antes de qualquer coisa, um lugar único, exclusivo em suas condições de existência. Estamos falando do planeta Terra, e sem seu surgimento no Cosmo, a vida como conhecemos provavelmente não seria possível.

 

A Netflix disponibiliza duas verdadeiras joias sobre o planeta Terra para você conhecer de fato a sua casa e pensar sobre os efeitos  destrutivos da ação humana: os documentários “Nosso Planeta” e “One Strange Rock”.

Se você quer ver imagens deslumbrantes da vida selvagem e de animais em seus habitats naturais em pontos remotos como o Ártico, vastas planícies africanas, selvas da América do Sul ou mesmo nas profundezas misteriosas dos oceanos, então assista “Nosso Planeta”. São 8 episódios de cerca de 50 min cada mostrando a diversidade da fauna e flora ao redor do planeta.

“Nosso Planeta” – Netflix

Usando tecnologias de ponta, a série foi completamente filmada em Ultra HD em mais de 50 países por uma equipe de 600 pessoas.

As imagens são deslumbrantes e a narração é do naturalista e embaixador do WWFSir David Attenborough que alerta:

Nosso Planeta’ vai levar os espectadores em uma jornada espetacular de descoberta mostrando a beleza e fragilidade de nosso mundo natural. Hoje nós nos tornamos a maior ameaça à saúde do nosso lar, mas ainda há tempo para abordar os desafios que nós criamos, se agirmos agora.”

Acessando OurPlanet.com você pode aderir a um movimento que foi criado a partir da série, em defesa da natureza.

O outro documentário que não pode deixar de ser visto é “One Strange Rock” que conta em 10 episódios a história da Terra através de imagens em lugares inimagináveis, com um ponto vista único e peculiar: o olhar dos astronautas, ou seja, um olhar de fora do planeta.

“One Strange Rock”  – Netflix – Nat Geo

A apresentação é de Will Smith e essa produção também percorreu o globo: foram 45 países que trazem a visão da extrema complexidade da vida e da história do planeta através de depoimentos de 8 astronautas que se valem de suas experiências fora da órbita terretre, para aprofundar os temas e propor reflexões.

A direção é mais um ponto especial dessa série. O cineasta Darren Aronofsky ( de “Mãe!”, “Cisne Negro” e “Réquiem para um sonho”), imprime sua marca usando uma linguagem que proporciona uma verdadeira poesia visual.

Duas séries para maratonar, conhecer mais sobre a sua verdadeira casa, a Terra, e pensar nas ações que possam contribuir para a continuidade da vida para as próximas gerações.

Por: Jacqueline Cordeiro

1
04:50
‘Evelyn’: um filme sobre como superar uma tragédia familiar
"Evelyn" é uma história familiar que discute, sob um olhar extremamente pessoal e sensível, o reflexo de um suicídio na …
2
11:28
Netflix: 4 motivos para assistir o filme de Breaking Bad
Está ansioso para assistir "El Camino: A Breaking Bad Film"? Pode ficar tranquilo que a estreia mundial pela Netflix é …
3
04:44
Netflix: nova temporada da série ‘Explicando’ investiga a mente humana
https://youtu.be/W7LcbbWltb0
4
04:20
Netflix: “Life Animated”- uma história sobre autismo, Disney e amor
Hoje a dica do "Cultura em Casa" é um documentário lindo que vai surpreender você: "Life Animated". O filme conta a …
5
04:50
Netflix: “Indústria Americana” mostra choque de culturas
https://www.youtube.com/watch?v=VWbbLQ3xLNo Hoje a dica do "Cultura em Casa" é o documentário "Indústria Americana", lançamento original da Netflix. O filme mostra o …
6
05:26
Como os Beatles mudaram a minha vida — parte 3
Como seria o mundo sem a inovação e energia que a música ganhou pós-Beatles. Imaginou? E se as pessoas também …
7
06:05
Prepare-se: ‘Matrix 4’ vem aí com Keanu Reeves confirmado no elenco.
Você assistiu aos filmes da trilogia "Matrix"? Hoje a dica do "Cultura em Casa" é um convite para você mergulhar …
8
05:14
Como os Beatles mudaram minha vida: parte 2
Como seria o mundo sem a inovação e energia que a música ganhou pós-Beatles. Imaginou? E se as pessoas também …