CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

‘Padrasto de Neymar’ é acusado de agredir a ex-namorada de 44 anos

Modelo Tiago Ramos, que namora a mãe do jogador, foi proibido pela polícia de se comunicar com a ex

Por: Redação

Conhecido por ser o novo “padrasto de Neymar“, Tiago Ramos se envolveu numa grande encrenca com a polícia ao ser acusado de agressão por uma ex-namorada na Espanha, em outubro do ano passado, pouco antes de começar seu romance com Nadine Gonçalvez, a mãe do atleta.

Em entrevista ao jornal Extra, a balconista espanhola Rita Cumplido, de 44 anos, afirmou que namorou o modelo por oito meses. De acordo com ela, eles discutiam muito, e numa das brigas elas precisou recorrer à polícia e fez boletim de ocorrência. Cumplido acusa o “padrasto de Neymar” de tê-la agredido fisicamente na madrugada de 27 de outubro de 2019.

“Ele sempre me maltratava, mas eu o amava demais. Um dia saímos e ele ficou com raiva porque eu dei minha bolsa para um amigo mais velho e casado guardar. Tiago ficou furioso e começou a me agredir fisicamente, ele me bateu e me puxou pelos cabelos, rasgou o meu vestido. Fui à polícia e ele me bateu na frente da porta da delegacia, me jogou no chão e chutou minha cabeça e pernas” , contou a espanhola ao Extra.

padrasto de neymar
Crédito: ReproduçãoTiago Ramos, “padrasto de Neymar”, é acusado de ter agredido a ex-namorada

Ao Extra, Rita Cumplido afirmou que registrou uma queixa de agressão na delegacia e conseguiu uma medida protetiva contra o modelo. A espanhola ainda guarda as fotos que tirou na ocasião dos hematomas nas pernas, mãos e braços, bem como vários registros deles juntos.

Veja mais informações sobre o caso aqui.

Meta a colher, sim!

Violência contra a mulher, tal como a sofrida por Rita Cumplido, devem ser denunciadas, sim! Aqui no Brasil, ainda mais. Isso porque o país é o 5º entre os países com as maiores taxas de violência doméstica contra mulheres. São cerca de 900 mil processos desse tipo tramitando na justiça brasileira e 23% deles são pedidos de medidas protetivas de urgência.

Por conta disso, é um consenso entre juízes, promotores e defensores públicos a importância da denúncia. Como especialistas, eles concordam que as queixas funcionam como um freio inibidor da violência e, sendo assim, pode impedir o mal maior: o feminicídio.

Pensando nisso, é importante saber o passo a passo do que se deve fazer para realizar a denúncia. Confira aqui.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.