Repórter da Globo rebate entrevistado que nega mortes por covid-19

Bianka Carvalho ainda precisou esclarecer a relevância da OMS e a importância do distanciamento social

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A repórter Bianka Carvalho, da afiliada da TV Globo em Pernambuco, rebateu o entrevistado Reginaldo Valença, presidente da Associação dos Pais de Alunos das Escolas Públicas e Particulares do estado, ao vivo nesta sexta-feira, 14,  durante uma reportagem sobre a volta às aulas, por ele negar as mortes causadas pela covid-19 e a eficacia do isolamento social.

globo mortes covid-19
 Repórter da Globo rebate entrevistado que nega mortes por covid-19

“É muito relativo esse isolamento”, disse o entrevistado. “A discussão é se o isolamento foi uma medida correta, que não tem base científica também, se o problema é científico”, completou Valença.

Bianka Carvalho não interrompeu o homem em nenhum momento, mas quando ele terminou sua fala, ela pediu para fazer uma observação e o corrigiu ao vivo na TV Globo.

“Há, sim, uma indicação científica, a Organização Mundial da Saúde (OMS) no mundo inteiro defendeu o isolamento, inclusive países que não tinham feito esse isolamento depois retrocederam e fizeram por entenderem que não fazer o distanciamento provocou mais contaminação e mais mortes”, explicou a repórter

Valença não recuou e manteve seu posicionamento, inclusive negando a relevância da OMS. “Infelizmente a OMS não é referência, ela já errou várias vezes desde o início da pandemia”. Por fim, duvidou de que tenha mais de 100 mil mortes por Covid-19 registradas no Brasil.

“Não tem 100 mil mortes inventadas”, rebateu a repórter da Globo, acrescentando que há “milhões de pessoas doentes” pela covid-19 no mundo.

Compartilhe: