Exercícios adequados para cada idade podem ser feitos em casa

Musa fitness Solange Frazão e professor Fernando Zacharias ensinam as melhores práticas e atividades durante o confinamento

Por: Redação
Crédito: DivulgaçãoExercícios adequados para cada idade podem ser feitos em casa

Ao longo do período de isolamento devido ao coronavírus, ouvimos por diversas vezes que é importante nos mantermos em movimento, mesmo dentro de casa. A questão é saber se essas atividades são as mesmas tanto para as crianças como para os adultos e os idosos.

O professor e personal trainer Fernando Zacharias (@zac.treinador no Instagram), profissional de educação física especialista em desenvolvimento humano através do exercício, acredita que é importante entender como funciona nosso sistema imunológico nesse momento, já que ele é fundamental na defesa contra o vírus.

Esse sistema é dividido em inato (aquele que adquirimos na primeira infância, quando ainda estamos aprendendo a andar) e adaptativo (desenvolvido durante toda nossa vida). “Assim, se você se cuidou nos seus últimos anos, certamente possui uma proteção mais forte comparada a outras pessoas ao seu redor”, explica.

Portanto, para Zacharias, tão importante quanto a idade é o histórico do indivíduo. Para pessoas que não treinam, o ideal é fazer uma caminhada individual ao sol. “Ele proporciona um aumento da vitamina D, que está casada com um incremento na sua proteção imunológica.”

Pessoas dentro do grupo de risco (ou seja, idosos, cardiopatas, obesos, diabéticos, hipertensos e doentes crônicos) devem tomar cuidado com a intensidade e o volume do treino para evitar a imunossupressão.

“Os linfóticos [células nobres do sistema imunológico] aumentam no momento do exercício, mas caem logo em seguida se o treino for mais vigoroso do que a pessoa está acostumada”, alerta o especialista. “Mas, em si, o exercício é extremamente benéfico para sua proteção quando feito na intensidade correta.”

Crédito: Arquivo pessoalFernando Zacharias é especialista em desenvolvimento por exercícios

Ele indica fazer exercícios em casa com uma percepção subjetiva de esforço (PSE) de 5 a 7, dentro de uma escala de 0 a 10. Durante o treino, tente manter uma intensidade próxima ao nível 6. “Pode ser que, para uma pessoa de 25 anos, seja um treino que o faça transpirar por 30 minutos. Mas, para um idoso de 60 anos, sejam 20 minutos de caminhada ao sol intercalados por 2 minutos de pausa com 4 minutos de caminhada leve”, pondera. “Vai de você se questionar: ‘de 0 a 10, qual a nota que dou para minha saúde?’ Quanto menor a nota, mais leve é o treino.”

Ele aconselha, ainda, ter qualidade de sono, boa alimentação, controle do estresse e hidratação. “Tenha o costume de deixar uma garrafa de água sempre perto de você”, indica. “Ficar só em casa consumindo alimentos que não são de origem natural, se estressando com notícias que te deixam em pânico e descontrolar as horas de sono são fatores tão relevantes quanto a intensidade do exercício para qualquer idade.”

Experiência em isolamento

A musa fitness Solange Frazão (@solangefrazaooficial no Instagram), que já teve experiência em confinamento quando participou do programa “Casa dos Artistas” (SBT), em 2002, decidiu ajudar as pessoas com dicas, treinos, alongamentos e meditação. Ela está apresentando séries de exercícios no IGTV, diariamente, às 10h.

“Temos que agir de uma forma mais relevante e mais leve, porque o confinamento passa a ser claustrofóbico se você não tem o que fazer”, relembra Solange. “Eu lavava louça, passava, arrumava a casa, a cama das pessoas e fazia comida, além de fazer exercícios. Assim, o dia passava mais rápido. Portanto, acredito que os bons hábitos e a prática de exercícios ajudarão muito as pessoas neste momento.”

Ela acredita que este é o momento ideal para todos focarmos na saúde, independentemente da idade. “Não podemos abandonar os nossos hábitos. Precisamos trazê-los para dentro de casa. Não quero ver ninguém se abandonar porque está em casa.”

Segundo ela, itens como frituras e a falta de movimentação devem ser evitados. “Como estar em casa dá uma sensação de que devemos apenas ficar sentados e comendo, estou procurando dar exatamente dicas para evitar o ‘sedentarismo momentâneo’”.

Assim, todas as idades podem entrar na nova rotina da casa e melhorar a saúde –mesmo que cada um se desenvolva em seu próprio ritmo.

Compartilhe: