Equilibre-se
Equilibre-se
Equilibre-se
Equilibre-se

Equilibre-se

Falta de luz solar pode causar depressão; leia entrevista

Especialista cita as consequências que a falta de sol pode trazer à nossa saúde e ao nosso humor

Por: Redação
Ouça este conteúdo
Crédito: Skitterphoto/PexelsFalta de luz solar pode causar depressão e outros problemas

Muitas pessoas pelo mundo seguem em distanciamento social e outras, aos poucos, vão voltando à antiga rotina. O período de quarentena, porém, trouxe mais sombra às nossas vidas. O contato com a luz solar foi menor nesse período, seja devido a dias frios e nublados, seja por causa do isolamento em casa. Mas tomar sol é um hábito essencial.

Diversos estudos já demostraram que a luz solar influencia na produção de alguns neurotransmissores (substâncias produzidas no cérebro), como a serotonina e a melatonina.

“Em algumas épocas do ano, como o outono e o inverno, a incidência da luz solar é baixa”, diz a psicóloga Marilene Kehdi, especialista em atendimento clínico. “Algumas pessoas mais vulneráveis desenvolvem a depressão sazonal, também conhecida como depressão de inverno.”

A serotonina regula o humor, a sensação de bem-estar, o apetite e o sono, entre outras funções, e necessita da luz solar para ser produzida.

Já a melatonina, também conhecida como o hormônio do sono, é produzida naturalmente ao anoitecer. Com os dias mais cinzentos e escuros, ocorre um aumento da produção desse hormônio, causando sonolência, falta de energia e indisposição.

Crédito: JuLian Jagtenberg/PexelsFalta de luz solar pode causar depressão e outros problemas

Os ambientes fechados de escritórios e apartamentos também prejudicam a saúde. “Quanto menos luz solar, maior a produção da melatonina e menor a produção da serotonina”, explica Kehdi, autora de sete livros e criadora do site Psicodicas.

Origens da depressão

A depressão é um transtorno mental que pode ter intensidade leve, moderada ou grave. Suas causas são complexas e multifatoriais –podem estar relacionadas à carga genética e a fatores biológicos, psicológicos e sociais. Algumas condições, porém, são consideradas de risco e podem desencadear depressão, como doenças e estresse crônicos, luto, experiências de vida impactantes e dores.

Entre os vários subtipos de depressão, há a sazonal, que, segundo a especialista, leva também à irritabilidade e falta de iniciativa para as atividades diárias. Tomar sol na sacada ou na janela já seria um avanço na busca por essa luminosidade tão importante para a saúde.

Leia, abaixo, a entrevista com a psicóloga, pós-graduada em psicossomática e psicopatologia, geriatria e gerontologia social, com aprimoramento em psicologia hospitalar, neuropsicologia, psicofarmacologia e saúde mental:

Quais problemas podem estar relacionados à falta de luz solar?

Marilene Kehdi – Algumas pessoas mais vulneráveis desenvolvem a depressão sazonal, também conhecida como depressão de inverno. Algumas das características da depressão sazonal são melancolia, tristeza, falta de ânimo, falta de disposição e de energia, dificuldade para acordar cedo e aumento do apetite –em especial, carboidratos e doces, o que contribui para o aumento de peso. Para conclusão do diagnóstico de depressão sazonal, é necessário fazer uma avaliação médica e psicológica.

Isso pode acontecer apenas nas estações mais frias do ano?

MK – A depressão sazonal ocorre mais nas estações do ano onde os dias são mais cinzentos, frios, escuros e com menos luz solar.

Como a prática de “home office” pode contribuir para esses problemas?

MK – As pessoas que trabalham em “home office” ficam muito tempo em ambiente fechado e isolado. Por isso, é fundamental para a manutenção da saúde mental e física fazer diariamente uma caminhada ou exercícios ao ar livre, seguindo as orientações de um profissional da área de educação física e também as orientações de autoridades de saúde, devido à pandemia da covid-19.

A alimentação também é influenciada pela luz solar?

MK – Uma das características da depressão sazonal é o aumento do apetite por carboidratos e doces. Por isso, além do tratamento médico e psicológico, é importante a orientação de um nutricionista para seguir uma alimentação correta e balanceada.

Qual dose mínima de sol devemos tomar diariamente?

MK – A luz solar estimula a produção de diversos neurotransmissores. Eles exercem várias funções, como regular o sono, o humor, o apetite e a sensação de bem-estar. Por isso, é fundamental tomar pelo menos 20 minutos de sol por dia, logo ao amanhecer. Tenha um estilo de vida saudável e cuide de sua saúde física e mental.

Compartilhe: