Equilibre-se
Equilibre-se
Equilibre-se
Equilibre-se

Equilibre-se

Pandemia compromete relação benéfica entre avós e netos

Ficar com os netos tem efeitos positivos para a saúde mental dos idosos, mas, com o isolamento social, esse contato está comprometido. O que fazer?

Por: Redação
Crédito: Pixabay/PexelsPandemia compromete relação benéfica entre avós e netos

Recentemente, foi comemorado o Dia dos Avós. Estudos já comprovaram que cuidar dos netos tem efeitos positivos para a saúde mental dos idosos, mas e se nós precisamos nos afastar dos mais velhos? É o que tem acontecido durante a pandemia, já que eles integram o grupo de risco da covid-19—e enfrentam um isolamento social ainda mais severo que o de adultos e crianças em geral.

Psicóloga e especialista em atendimento clínico, Marilene Kehdi explica que a proximidade entre avós e netos impacta de forma muito positiva a saúde mental de ambos os lados. “As crianças ganham atenção, afeto, carinho e suporte emocional”, explica a especialista. “Isso ficará para sempre na memória afetiva delas.”

Já em relação aos avós, a chance de auxiliar no cuidado dos netos e ter uma convivência constante com eles causa uma profunda sensação de bem-estar e felicidade, reduzindo sentimentos de tristeza, solidão e vazio. Essa relação ajuda a prevenir doenças psicológicas.

Segundo um estudo alemão, idosos que cuidam dos netos têm 37% menos risco de morte do que pessoas da mesma idade que não fazem o mesmo. Pesquisas de 2014 e de 2016, por sua vez, demonstraram que esse contato protege as duas gerações da depressão e de outros transtornos mentais.

“Essa convivência deve ser incentivada pelos pais”, diz a psicóloga. Mas, obviamente, isso deve acontecer com o máximo cuidado durante a pandemia do novo coronavírus.

Afastamento social

A necessidade do isolamento social para evitar o contágio fez com que avós e netos se distanciassem temporariamente e, para Marilene Kehdi, “ambos os lados estão sentindo muita saudade”. “O que tem ajudado a amenizar um pouco dessa saudade é o uso da tecnologia, onde avós e netos têm a oportunidade de se verem e falarem virtualmente.” Assim, é possível manter os laços entre as gerações com as ferramentas que, hoje, temos disponíveis.

Crédito: Public Domain Pictures/PexelsPandemia compromete relação benéfica entre avós e netos

“Muitos avós já são idosos, e os idosos são muito suscetíveis aos sentimentos de tristeza e solidão”, diz. “Por isso, é fundamental dar atenção a eles, para que a tristeza não evolua para uma depressão.”

Compartilhe: