CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Saiba como tomar sol sem prejudicar sua saúde

Receber a luz solar é essencial ao organismo, mas é preciso saber dosar nossa exposição a toda essa energia

Por: Redação
Crédito: Anna m. w./PexelsSaiba como tomar sol e não prejudicar a saúde

Muitas pessoas já tomaram consciência dos efeitos nocivos que o sol pode causar em nossa pele. É o caso da monitora escolar Vanessa Cardoso, de 43 anos, que gosta de ir à praia ou à piscina e se expor com moderação, sempre usando filtro solar com fator de proteção 50.

Ela costuma aproveitar as altas temperaturas em dezembro e janeiro, quando está em férias. “Gosto de tomar sol com moderação porque faz bem à saúde”, explica. “Nunca sofri nenhuma queimadura.” A monitora também cita o papel que a luz solar exerce sobre a síntese da vitamina D em nosso organismo.

Crédito: Reprodução/arquivo pessoalA monitora escolar Vanessa Cardoso, de 43 anos

Mas tem gente que não se importa tanto com o assunto ou se esquece da importância de se proteger. E, então, surgem as queimaduras — muitas delas graves, com o surgimento de bolhas — e até mesmo a insolação, condição séria provocada pelo excesso de exposição ao sol e ao calor intenso.

Segundo um estudo conduzido pela West Virginia University, o sol mal tomado pode acarretar queimaduras, mudanças de pigmentação da pele, alterações imunológicas e neoplasias (processo que pode levar ao câncer), além da insolação. “A exposição à radiação ultravioleta sem meios adequados de proteção pode ser danosa à pele e à saúde”, dizem os pesquisadores.

A importância da exposição ao sol

A radiação ultravioleta da luz solar, porém, é essencial para a já citada síntese da vitamina D. No Brasil, basta uma caminhada durante o dia para recebermos a radiação suficiente.

Antes das 10h, durante as estações quentes, vale esperar alguns minutos para aplicar o protetor solar. Assim, será possível ter uma pequena exposição ao sol — benéfica à saúde. Já no outono ou no inverno, faça isso em qualquer momento da manhã.

A fonoaudióloga Isabela Scarpa, de 41 anos, garante que também se expõe ao sol do jeito certo. Ela viaja bastante ao litoral e toma sol de duas a três vezes por semana, mas utiliza filtro solar com fator de proteção 50 no rosto e 30 no corpo.

Crédito: Reprodução/arquivo pessoalIsabela Scarpa, de 41 anos, costuma tomar sol

Deixar de aproveitar o mar ou a piscina não é uma opção para ela. Basta saber curtir o sol. “Faz bem, equilibra a vitamina D, melhora a autoestima e me traz disposição para as atividades do dia a dia.”

Para tomar sol de forma consciente, é importante observar os seguintes cuidados:

– Use chapéus, guarda-sóis e óculos escuros apropriados (que bloqueiem a radiação UV);

– Evite os raios solares entre 10h e 15h, especialmente em estações quentes;

– Aplique filtro solar resistente à água e, preferencialmente, com FPS (fator de proteção solar) acima de 15;

– Não se exponha a bronzeamentos prolongados ou lâmpadas de bronzeamento artificial.

Fonte: Ministério da Saúde

Compartilhe: