Veja práticas de respiração para se acalmar em casa

Vídeos apresentam técnicas para respirar melhor e combater problemas como estresse e ansiedade

Por: Redação
Crédito: Fotandy/iStockVeja práticas de respiração para se acalmar em casa

Quando o assunto é estresse e ansiedade, a respiração tem um papel-chave. De acordo com médicos e psicólogos, ela pode auxiliar a retomar a calma. Cada profissional –de terapeutas a instrutores de ioga– pode orientar uma prática particular, mas a verdade é que o mais importante é dar atenção ao ar que entra e sai de nosso corpo.

“Ao apresentar inicialmente um exercício de respiração, é importante estimular os pacientes a ob­servarem o seu padrão respiratório natural, seja ele com predominância de movimentos torácicos e/ou abdominais”, explica o psicólogo e professor Armando Ribeiro das Neves Neto, mestre em ciências da saúde pela Unifesp.

“É comum os pacientes não estarem cons­cientes da sua própria respiração”, diz o especialista. Ele estimula que a pessoa feche os olhos e ponha uma das mãos na região torácica e outra na região umbilical, sempre com respiração nasal. Após dois ou três minutos, ela pode reconhecer a mão que mais se movimentou durante a respiração, descobrindo se seu padrão respiratório é torácico ou abdominal.

Abaixo, selecionamos algumas técnicas que podem combater nossa irritabilidade. Veja!

Pranayamas

A ioga também engloba exercícios de controle respiratório, chamados de pranayamas. Acredita-se que eles são uma maneira de expandir e intensificar o fluxo da energia no interior do corpo. A meta é desintoxicar e limpar os canais de energia, fortalecendo a conexão com a vida:

Relaxamento muscular progressivo

Geralmente, consiste em exercí­cios respiratórios coadjuvantes de outras técnicas de relaxamento. A ideia é aprender a contrair e descontrair diversos grupos musculares em todo o corpo, atentando-se às sensações que acompanham a tensão e o relaxamento.

Essa prática permite reconhecer quando estamos excessivamente tensos e leva-nos a um caminho de relaxamento, reduzindo, assim, o nível de ansiedade:

Respiração baseada em mindfulness

Esses exercícios respiratórios são orientados à ampliação da consciência e da atenção plena. Um dos exercícios típicos da respiração consciente da meditação de in­sight ou mindfulness leva o participante a se sentar e concentrar sua atenção na experiência da respiração. Se a pessoa se distrai, volta-se novamente para a respiração. “O que o participante aprende é a aceitar, sem julgar, cada distração, sem se deixar comandar por esta”, dizem os psicólogos Luc Vandenberghe e Ana Carolina de Sousa, da Universidade Católica de Goiás:

Respiração diafragmática

Segundo especialistas, a respiração diafragmática –uma das práticas mais conhecidas– pode corrigir o movimento anormal da parede torácica, beneficiar o sistema nervoso e aumentar a eficiência da respiração, se utilizada corretamente. Assim, possibilita o controle pessoal em situações estressantes.

Além disso, outros benefícios citados são a diminuição da pressão arterial, o aumento dos flu­xos de sangue e linfa e a melhora da digestão e do sono.

Ao praticar a técnica, a respiração deve ser nasal e partir do diafragma, utilizando-se principalmente os músculos do abdômen. Alguns especialistas orientam um ritmo de 6 tempos de inspiração para 6 tempos de expiração:

Fontes: Arquivos Médicos da Santa Casa-SP, Lepecs-Furg, Pepsic, Portal Saúde Brasil (Ministério da Saúde) e Universidade de Lisboa

Compartilhe: