O Itaú Cultural inaugurou a terceira edição do projeto Ocupação, dedicada ao poeta, romancista, compositor e tradutor Paulo Leminski. O curador da exposição Ocupação Paulo Leminski: Vinte Anos em Outras Esferas  é Ademir Assunção. Em seu blog, Ademir escreveu sobre Leminski.

“Paulo Leminski escrevia o tempo, em qualquer lugar. Nas noitadas em São Paulo, escrevia com freqüência em guardanapo de bares. Nunca vacilava diante de uma intuição- coisa que ele aprendeu com o judô, como vivia repetindo. Depois vinha a carpintaria. Disciplinadíssimo, ele trabalhava diariamente em cima das anotações. Podia tomar o maior porre- no dia seguinte, às 9 horas, estava diante da máquina de escrever”.

divulgaçãoLeminiski assoprando a flor

Créditos: Leminiski assoprando a flor

Leminiski assoprando a flor

O que virá, portanto, para essa exposição não são apenas produções de poemas e textos de Leminki. Se vê que o processo de levantamento das obras e produções do artista esteve ligado à pessoas próximas que se dedicaram a contar a história do poeta e a rever seu legado.
Em seu blog, Ademir Assunção descreve a devoção modelo e exemplo de dedicação do qual todo curador ou pensador de uma obra deveria ter.

Nesse tempo reli toda a poesia de Paulo Leminski. Várias vezes. Levantei todas as músicas próprias e parcerias gravadas com itamar Assumpção, Moraes Moreira, Edvaldo Santana, A cor do Som, Caetano Veloso etc etc etc. Fui atrás de todos os vídeos em que ele aparece. Conversei com muita gente.
Remexer em tudo isso mexeu comigo. Eu sabia que seria assim. Paulo Leminski é (desde os 17 anos) um referencial fortíssimo pra mim. Muitas informações que me levaram a escolhas decisivas na minha vida me chegaram através dele. Mas além disso, e apesar da diferença de idade de 17 anos, nos tornamos amigos entre 1987 e 1988.

Eu o conheci pessoalmente antes, lá por 83. Mas nos anos em que morou em São Paulo, convivemos quase que diariamente. Remexer nisso tudo me reavivou na memória muitos fatos, muitas risadas, muitos papos, longas conversas madrugadas a dentro. Eu sempre falo isso e vou continuar repetindo: jamais conheci um poeta tão intenso quanto ele. Quem o conheceu de perto sabe do que estou falando. Era, de fato, um poeta em tempo integral. E, além disso, um grande amigo.

Em três dias em Curitiba, Ademir buscou no acervo herdado pela filha Áurea guardado em 18 caixas plásticas azuis todo material possível que fizesse e representasse o artista.
Ocupação Paulo Leminski: Vinte Anos em Outras Esferas trará poemas,
composições do artista, manuscritos (como o guardanapo já mencionado acima) e textos inéditos, além de depoimentos em vídeos de parceiros que passaram por sua vida. O sonho de Assunção fosse que junto à exposição alguma editora se interessasse pelo relançamento de todas as obras de Leminski. Até o dia 8 de novembro, quem sabe não aparece um convite.
Leia aqui o texto de Ademir Assunção, curador da exposição.
Confira os eventos que integram a exposição

Exposição Ocupação Paulo Leminski

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.