Um Zé ninguém chamado Johan, rústico, malandro e fanfarrão, que se vira contando vantagens, sempre em fuga da fogueira da Inquisição, embarca em Sevilha numa das Caravelas de Cristovão Colombo. No Novo Mundo, o nosso herói sobrevive a um naufrágio, testemunha a matança, aprende a língua dos nativos, é preso, escravizado e quase engolido pelos índios antropófagos. Safa-se fazendo “milagres” com alguma técnica e uma boa dose de sorte. Venerado como Filho da Lua, ele treina e guia os índios num exército de libertação que acaba caçando os espanhóis invasores.
Serviço
Onde: CAIXA CULTURAL SÃO PAULO - Grande Salão - Praça da Sé, 111 - São Paulo (SP) Telefone para informações: (11) 3321-4400
Quando: de 22 de outubro a 1º de novembro de 2009
Dias e horários: Quinta a sábado, 19h30, Domingo: 18h
Quanto: Entrada Franca Lotação: 100 lugares
Recomendação de faixa etária: 14 anos Duração: 90 minutos

A peça fica em cartaz até domingo, dia 1, na Caixa Cultural Sé, com entrada Catraca Livre. Nesta sexta a exibição acontece às 19h30.

Sobre o espetáculo

Um Zé ninguém chamado Johan, rústico, malandro e fanfarrão, que se vira contando vantagens, sempre em fuga da fogueira da Inquisição, embarca em Sevilha numa das Caravelas de Cristovão Colombo.

No Novo Mundo, o nosso herói sobrevive a um naufrágio, testemunha a matança, aprende a língua dos nativos, é preso, escravizado e quase engolido pelos índios antropófagos. Safa-se fazendo “milagres” com alguma técnica e uma boa dose de sorte. Venerado como Filho da Lua, ele treina e guia os índios num exército de libertação que acaba caçando os espanhóis invasores.

divulgaçãoFoto do espetáculo

Créditos: Foto do espetáculo

Foto do espetáculo

A descoberta das Américas