Divulgação

Créditos: Divulgação

Luis Buñuel, por Robert Valery

Em 1964, o crítico de cinema André S. Labarthe, junto com Janine Bazin, iniciou um programa de televisão na França em que documentários sobre cineastas eram feitos por cineastas.

O resultado foi, talvez, a mais completa e importante coletânea cinematográfica: quase cem perfis traçados, desde 1964 até os dias atuais. A mostra Cineastas de nosso tempo ocupa a Caixa Cultural com 29 desses documentários, por apenas 2 reais, de 16 a 28 de outubro.

Uma oportunidade única para ver parte da coleção com alguns títulos como o de Renoir feito por Rivette, Dreyer por Rohmer, Godard em diálogo com Fritz Lang, Cassavetes por André Labarthe e, mais recentemente, os de Straub-Huillet por Pedro Costa, e Rivette por Claire Denis. Além dos franceses, três filmes de diretores brasileiros, “Chantal Akerman, de cá”, “Belair” e “A etnografia da amizade”.

15h – A primeira onda 1, de Noël Burch e Jean-André Fieschi
17h – A primeira onda 2, de Noël Burch e Jean-André Fieschi
19h – René Clair, de Jacques Baratier + A Nouvelle Vague por ela mesma, de André S. Labarthe e Robert Valley

14h50 – De um silêncio, outro, de por André S. Labarthe anos)  + O dinossauro e o bebê: diálogo em oito partes entre Fritz Lang e Jean-Luc Godard, de André S. Labarthe
17h – Era uma vez André S. Labarthe, de  Estelle Fredet
19h – Conferência: "Filmar o ato de criação, Cineastas do nosso tempo e A poética do cinema", por Pedro Guimarães

15h – Renoir, o patrão – Em busca do relativo, de Jacques Rivette
17h - Renoir, o patrão –  Michel Simon, a direção de Jacques Rivette
19h – Jean Vigo, de Jacques Rozier

13h30 - Luis Buñuel: um cineasta do nosso tempo, de  Robert Valey + Oliveira, arquiteto, de Paulo Rocha
15h30 - Pasolini colérico, de Jean-André Fieschi
17h - Alain Cavalier, 7 capítulos, 5 dias, 2 cômodos e cozinha, de Jean-Pierre + Philippe Garrel, artista, de Françoise Etchegaray
19h - Um dia de Andrei Arsenevitch, de Chris Marker + Diourka, pegar ou largar, de Estelle Fredet e André S. Labarthe

13h30 – Onde jaz o teu sorriso? de Pedro Costa, em colaboração com Thierry Lounas
15h30 – E no entanto eles filmam, de Claude Nahon
17h30 – Samuel Fuller, cineasta independente, por André S. Labarthe
19h – John Cassavetes, de André S. Labarthe e Hubert Knapp + Roma em chamas: retrato de Shirley Clarke, de Noël Burch e André S. Labarthe

13h20 – Eric Rohmer, provas irrefutáveis 1 e 2, de André S. Labarthe, com a colaboração de Jean Douchet
15h30 – François Truffaut ou o espírito crítico, de Jean-Pierre Chartier
17h - Jean-Luc Godard ou o cinema desafiado, de Hubert Knapp
18h30 - Jacques Rivette, o vigia. 1ª parte : De dia. 2ª parte : De noite, de Claire Denis, com a colaboração de Serge Daney

16h – Jean-Luc Godard ou o cinema desafiado, de Hubert Knapp
17h30 – Mosso, Mosso (Jean Rouch como se...), de Jean-André Fieschi
19h – “Chantal Akerman, de cá”, de Gustavo Beck , sessão apresentada pelo diretor Gustavo Beck.

14h30 - Jacques Rivette, O vigia. 1ª parte: De dia. 2ª parte: De noite, de Claire Denis, com a colaboração de Serge Daney
17h - François Truffaut ou o espírito crítico, de Jean-Pierre Chartier
18h30 – Debate: Cineastas do nosso tempo, no Brasil. Com José Carlos Avellar e Daniel Caetano, mediação de Patrícia Mourão

13h - Pasolini colérico por Jean-André Fieschi
14h30min - Um dia de Andrei Arsenevitch, de Chris Marker + Diourka, pegar ou largar, de Estelle Fredet e André S. Labarthe
16h40min - Oliveira, arquiteto, por Paulo Rocha + René Clair, de Jacques Baratier
19h - Max Ophüls ou A ronda ou O prazer de filmar, de Michel Mitrani  + Busby Berkeley, de André S. Labarthe e Hubert Knapp

[tagb Dia 26]

12h50min - Eric Rohmer, de André S. Labarthe, com a colaboração de Jean Douchet
15h - John Cassavetes, de André S. Labarthe e Hubert Knapp) + Roma em chamas: retrato de Shirley Clarke, de Noël Burch e André S. Labarthe
17h - E no entanto eles filmam, por Claude Nahon
19h – Belair, por Bruno Safadi e Noa Bressane. A sessão será apresentada pelos diretores Bruno Safadi e Noa Bressane

13h – A Nouvelle Vague por ela mesma, de  André S. Labarthe e Robert Valley  + Luis Buñuel: um cineasta do nosso tempo, de Robert Valey
15h - De um silêncio, outro, de por André S. Labarthe  + O dinossauro e o bebê: diálogo em oito partes entre Fritz Lang e Jean-Luc Godard, de André S. Labarthe
17h10 - HHH, retrato de Hou Hsiao-hsien, por Olivier Assayas
19h – A etnografia da amizade, por Ricardo Miranda, sessão apresentada pelo diretor Ricardo Miranda

13h30 - Renoir, o patrão  - em busca do relativo, de Jacques Rivette
15h30 – Jean Vigo, de Jacques Rozier
17h30 – A primeira onda 1, de Noël Burch e Jean-André Fieschi
19h – A primeira onda 2, de Noël Burch e Jean-André Fieschi

Cineastas do nosso tempo

16 Out
a
28 Out

  • de 16 a 28/10
    • Terças, Quartas, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos das 15:00 às 19:00

Avenida Simão Bolívar - Jazz na Avenida
Avenida Simon Bolívar, s/n Armação Salvador - BA
Catraca Livre
Meia entrada R$ 1