A lenta imersão na miséria, o desprezo e, por vezes, a morte pelas quais passam milhares de homens deslumbrados pela miragem de Bako, palavra bambara que significa “a outra margem”, utilizada pelos imigrantes do nordeste de Mali para designar a França. Este filme faz parte do projeto Clássicos africanos restaurados.

Bako, a outra margem