Para criar o acervo desta mostra, a fotógrafa Sueli Finoto capturou as imagens com uma máquina fotográfica com lentes intercambiáveis (macro, teleobjetiva e grande angular). A idéia não era fotografar os objetos, mas seus reflexos distorcidos, que podem ser obtidos com o auxílio de material apropriado. Este recorte tem o intuito de provocar no público questionamentos curiosos e, ao mesmo tempo, estimular a liberdade do olhar e da criatividade de interpretação e ressignificação das obras.

De acordo com a fotógrafa, o uso de um material plástico refletivo diante do objeto foi fundamental para obter o trabalho proposto. “Em meu experimento utilizo uma superfície plástica na qual os reflexos dos objetos – como plantas, pessoas, animais, veículos e paisagens – é que são fotografados. E esses reflexos resultam em imagens distorcidas e que nunca se repetem”, explicou. E completou: “As fotografias são reveladas sem nenhum tipo de interferência química ou manual”.

Experimentso Fotog.