A exposição Caligrafia é um tributo da Choque Cultural a todas as letras de todas as línguas impressas, manuscritas, desenhadas, pintadas, esculpidas, fotografadas, clássicas, modernas, contemporâneas, populares, eruditas ou experimentais. Reunindo cerca de 40 artistas do mundo todo, a mostra tem lugar até 27 de Junho.

A letra é um assunto que desperta o nosso interesse e que está intimamente ligado à história da galeria, conta Baixo Ribeiro, sócio-proprietário da Choque Cultural. A caligrafia está no DNA da arte urbana, da tatuagem, da ilustração, dos quadrinhos e do design gráfico, todos os ambientes conhecidos pelos artistas representados pela galeria. O curador e sócio-proprietário, Eduardo Saretta optou por uma seleção de artistas conhecidos pela sua ligação com a caligrafia, convidando representantes do mundo todo para formar um time surpreendente de talentos de várias idades, estilos e propostas estéticas.

Caligrafia é uma exposição que conta com obras de artistas internacionais, como é o caso de Chaz Bojorquez, americano de 60 anos que é um dos mais antigos grafiteiros em atividade. Ele, praticamente, inventou um tipo de letra muito usado em gangs, o `Cholo`, ícone de toda cultura underground de Los Angeles desde a década de 60.

Caligrafia