Americana 2009, exposição individual dos artistas norte-americanos Tara Mcpherson, Jim Houser, Doze Green & Adam Wallacavage será inaugurada dia 17 de janeiro e ficará aberta ao público até 27 de fevereiro na galeria Choque Cultural.

divulgação

Créditos:

Cartaz da exposição

Sobre os artistas

Adam Wallacavage é um artista surpreendente, um importantíssimo representante do chamado Pop Surrealismo norte-americano. Adam é escultor e fotógrafo. Seus famosos “lustres” são incríveis, feitos de um tipo de gesso sintético chamado drystone, recoberto de pó iridescente e resinado para poderem ser usados como lustres elétricos. Para a Americana, Adam está trazendo algumas desses lustres e vai forrar sua sala com um papel de parede desenvolvido especialmente para ambientar o seu trabalho.

Doze Green é um pintor muito sofisticado, de desenhos complexos e texturas elaboradas. Parte das suas habilidades foram desenvolvidas na High School of Art and Design e parte na cultura Hip Hop, da qual é “sócio-fundador”. Pertenceu à emblemática Rock Steady Crew e pintava trens em New York em 1976. Do graffiti, Doze herdou o gosto pela pintura e é uma das maiores inspirações para os artistas brasileiros que hoje fazem tanto sucesso internacional. Para a Americana, Doze está trazendo várias telas e ainda vai fazer uma instalação na galeria.

Jim Houser vem da Filadélfia e é um skatista inveterado. O design faz parte do seu trabalho artístico, inflenciando a sua pintura e também o modo como ele a apresenta. Jim gosta de integrar seus desenhos, pinturas, esculturas e objetos ao cenário, à parede também pintada, às prateleiras que carregam os objetos, ao piso, aos cantos e tudo o mais. Jim trabalha no limite da instalação, no limite do design, no limite da poesia… Para a Americana, Jim está trazendo pinturas e seus conhecidos "objetos pintados", que mostrará
numa instalação especialmente produzida na Choque.

Tara McPherson é uma artista com alma pop, que cresceu desenhando flyers e posters para bandas de rock. Seu traço é preciso, sua pintura é limpa e sem excessos. Tara retrabalha o imaginário do rock e suas personagens parecem surgidas de um show de hardcore. A marca pessoal de Tara aparece na atmosfera surreal que envolve cada pintura. Seu gosto pelo design de posters influencia muito a sua pintura e faz parte, já, da sua identidade. Para a Americana, Tara pintou mais de dez telas, mas quer mostrar também posters e gravuras, que têm preço mais acessível.

Choque Cultural e Jonathan Levine Gallery

Em 2007, fevereiro, a associação da Choque Cultural com a galeria novaiorquina Jonathan LeVine, rendeu seu primeiro fruto: a exposição Ruas de São Paulo, com 8 artistas brasileiros apresentando seus trabalhos, pela
primeira vez, em NYC. Em Janeiro de 2008 foi a vez dos americanos darem as caras aqui no Brasil, selando esse projeto de intercâmbio internacional.

Jonathan LeVine representa nos Estados Unidos, a jovem guarda artística e seu público tem um perfil semelhante ao da Choque aqui no Brasil. A associação entre as duas galerias iniciou-se em 2006, com uma visita de Jonathan a São Paulo, quando pôde acompanhar o trabalho comercial, pedagógico e profissional que a Choque realiza com os artistas locais. Jonathan estava interessado em trabalhar com essa mesma dinâmica, os seus artistas em NYC, ao passo que a Choque estava interessada em levar seus artistas para visitar esse importante centro difusor de arte contemporânea.

À partir de então, as duas galerias fecharam acordos de intercâmbio e passaram a programar exposições de seus artistas, investindo em viagens, hospedagens e atividades paralelas às exposições comerciais. As exposições, coletivas e individuais têm sido muitíssimo bem recebidas pelos públicos e críticas de ambos os países e mesmo pela comunidade internacional.

Depois do sucesso dos brasileiros em NYC, os norte-americanos vieram para uma grande coletiva. A exposição chamou-se Made in America e ocorreu em janeiro de 2007 . Trouxe pela primeira vez ao Brasil obras dos importantes artistas Shag, Shepard Fairey, Camille Rose Garcia, Mars1, Andrew Brandou,
Jeff Soto, Dalek  e trouxe em pessoa, os artistas Aj Fosik, Gary Baseman, Tim Biskup e Souuther Salazar.

Americana 2009