Confira o últimos dias  do Indie 2010 no CineSesc.

Retrospectiva Kiyoshi Kurosawa

Vinte e um filmes, todos em 35 mm de vários estilos e gêneros da obra de Kurosawa. Nascido em 19 de julho de 1955, em Kobe, na província de Hyogo, no Japão, Kurosawa começou a dirigir filmes independentes em 8mm quando estudava Ciências Sociais na Universidade Rikkyo. Kurosawa passou os anos seguintes aprendendo com os diretores Kazuhiko Hasegawa e Shinji Somai. Estreou comercialmente, em 1983, com o longa-metragem “Guerras De Kandagawa” um legítimo pinku eiga (os pornôs leves japoneses).

A restrospectiva exibe também as séries sobre detetives e Yakuza feitas para a televisão nos anos 1990; além dos filmes que o consagraram como "Cure" (Prêmio de Melhor Diretor no Festival de Cinema de Yokohama, 1999); "Charisma" (Quinzena dos Realizadores, em Cannes 1999), “Permissão para Viver” (Fórum do Festival de Berlim, 1999); “Ilusões Inúteis” (Mostra Internacional de Veneza, de 1999), "Pulse" (Prêmio da Crítica na mostra Un Certain Regard, do Festival de Cannes 2001), “Futuro Brilhante” (competitiva do Festival de Cannes 2003); até “Sonata de Tóquio”( prêmio do júri na mostra Un Certain Regard, em Cannes 2008). A retrospectiva tem apoio da Fundação Japão.

Retrospectiva Apichatpong Weerasethakul

O festival exibirá vinte e cinco filmes. Cinco longas, um média metragem e dezenove curtas.

Nascido em Bangcoc, na Tailândia, em 1970, Apichatpong realiza instalações, obras conceituais, premiado diretor de cinema, é um dos grandes expoentes do cinema mundial. Formou-se em Arquitetura pela Universidade de Khon Kaen em 1994, cidade onde seus pais médicos trabalhavam num hospital. Mas foi nos EUA que estudou cinema, no Art Institute of Chicago, concluindo seu mestrado em 1997. Em 1999, ele fundou sua produtora Kick the Machine e começou a produzir seus próprios projetos e a dar apoio para outros artistas experimentais e independentes na Tailândia. Recebeu a Palmo de Ouro em Cannes 2010.

Já a Mostra Mundial, programa dedicado aos recentes lançamentos do cinema internacional, traz entre os destaques a estreia em São Paulo de “Hahaha” de Hong Sang-Soo, “A Vida Durante a Guerra” de Todd Solondz, “Orly” de Angela Schanelec, além de toda uma nova safra de diretores americanos como Aaron Katz, Lena Dunham e Matt McCormick.

E tem ainda um documentário polêmico da escritora Virginie Despentes sobre o pornô feminista, além de novos diretores romenos e sul coreanos.

Para saber sobre a programação completa, acesse o site www.indiefestival.com.br

Festival de Cinema Indie 2010

17 Set
e
30 Set

  • diariamente de 17 (Sex) a 30/09 (Qui)
    • das 14:00 às 22:00

Catraca Livre