O 20° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, maior festival LGBT da América Latina, ocorre entre 8 e 18 de novembro. Os 11 dias de programação acontecem no Centro Cultural São Paulo, Museu da Diversidade, Cinesesc Augusta, Espaço Itaú de Cinema (gays, lésbicas e simpatizantes pagam meia), Cine Olido, com entrada a R$ 1, e sessões ao ar livre no Beco do Graffiti (Vila Madalena) e Largo do Arouche.

divulgação

Créditos: divulgação

O Festival Mix Brasil oferece peças de teatro, sessões cinema e atrações musicais dedicadas especialmente ao público LGBT

O longa belgo “No Caminho das Dunas”, inédito no Brasil, abre o Festival no Cinesesc Augusta. O filme conta a história de Pim, que aos 15 anos é amigo e vizinho de Gino, por quem alimenta uma grande e não correspondida paixão.

No dia 9, o Centro Cultural São Paulo recebe a estreia da peça “Inferno na Paisagem Belga", nova produção do grupo Os Satyros. O espetáculo aborda a relação e a obra de Paul Verlaine e Arthur Rimbaud, que viveram um tórrido romance, o que impactou a obra de ambos de forma radical.

Também no CCSP, acontece o 5° Dramática em Cena, composto pelas peças: “Sob a Luz do Lampião da Esquina”, dirigida por Luciana Barboza, “Não conte a ninguém”, de Ricardo Côrrea, e “Xeque Mate”, texto original de Álvaro de Campos (heterônimo de Fernando Pessoa).

Nesta edição do festival também acontece o tradicional Show do Congo, que vem com uma novidade. Além das exibições de vídeos independentes, haverá performances ao vivo. As atrações serão submetidas ao júri popular e convidados comandos por Marisa Orth.

Mais cinema no Festival Mix Brasil

A seleção nacional do Festival Mix Brasil deste ano exibe 51 curtas nacionais, sendo que 16 fazem parte da Mostra Competitiva Brasil.

divulgação

Créditos: divulgação

A estreia do longa “A Volta da Paulicéia Desvairada” faz parte da programação de cinema

No festival, acontece também a première mundial do longa “A Volta da Paulicéia Desvairada”, do diretor Lufe Steffen. A produção relata a vertiginosa e incansável noite gay de São Paulo nos dias atuais.

Os destaques do programa Mundo Mix ficam por conta das produções portuguesas, uma homenagem ao ano de Portugal no Brasil. Para celebrar, o Festival traz uma seleção de cinco curtas, inéditos no Brasil, e o longa-documentário “A Última Vez Que Vi Macau”, de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata.

O Panorama Internacional, seção do evento dedicada à exibição de novas produções, apresenta 36 longas-metragens e documentários que estão circulando em festivais internacionais de cinema e no circuito LGBT. Documentários premiados também compõe a mostra, que recebe mais de 20 convidados internacionais.

Balada Literária

O Festival Mix Brasil leva para o CCSP a famosa Balada Literária, capitaneada pelo pernambucano Marcelino Freire, e que receberá na sua versão Mix o escritor colombiano Alonso Valter Sanches, atuante em temas que envolvem a questão da guerrilha das FARC e a militância homossexual.

A programação completa está disponível no site do Festival Mix Brasil.

 

20° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade

08 Nov
a
18 Nov

  • diariamente de 8 (Qui) a 18/11 (Dom)
    • das 10:00 às 22:00

Avenida Simão Bolívar - Jazz na Avenida
Avenida Simon Bolívar, s/n Armação Salvador - BA