A abertura será na próxima quarta-feira, dia 15 de abril, às 20h, com a apresentação do filme O Rei da Vela, de José Celso Martinez Corrêa e Noilton Nunes. Dirigido em 1983, o filme teve uma única apresentação pública, no ano seguinte a sua realização, ficando em estado de vigília ao longo desses 25 anos. E agora desperta com potência de vontade e vida, representando a materialização de um desejo guardado por Zé Celso de transformar o Teatro Oficina em um cinema alternativo. Para isso, o Festival Outono Oficina realizará a Mostra Terreiro Eletrônyko com a exibição de filmes exclusivos do acervo do Teatro Oficina, todas as quartas-feiras às 20h.

Após a exibição do filme haverá o show Os Contrários, das cantoras atrizes Letícia Coura e Adriana Capparelli. É uma parceria não só de composição, mas também de interpretação, que vem da experiência de ambas com o trabalho em teatro e inspira o nome do show, dedicado aos contrários de referências e influências musicais e modos de interpretação de cada uma. O show terá participação especial da atriz cantora Cellia Nascimento.

Neste dia também será aberta a exposição permanente Surubim – Tupi or not tupi, primeira mostra de quadros do músico, compositor e artista plástico Surubim Feliciano da Paixão, conhecido pela ciranda Tupi or not tupi entoada frequentemente na pista do Oficina. Surubim desenvolveu uma série de pinturas sobre madeira durante a fase em que trabalhou como zelador do teatro.

O primeiro Festival Outono Oficina é dedicado a Surubim e acontece após a encenação de “Bacantes” com o Uzyna Uzona em Araraquara no mês passado, e será um grande aquecimento do grupo e da cidade para a estréia de “Cacilda!!”, segunda parte da tetralogia teatral de José Celso Martinez Corrêa, iniciada em 2001.

Dois dias após a estreia do festival é a vez de novos talentos da música brasileira ganharem o palco

No dia 17 de abril, às 22h, Leo Cavalcanti apresenta sua busca pelo sincretismo e universalidade através da música que compõe e executa. Influenciado por um leque variado de estilos que inclui música árabe, flamenco, soul, blues e música brasileira em geral, Leo Cavalcanti acaba emanando um som bem pop, cosmopolita e contemporâneo, combinado a uma performance carismática com ares de improvisação, que já lhe valeu elogios de nomes como Fernanda Takai (“Um dos mais talentosos que ouvi nos últimos tempos” – Revista Rolling Stone). Para uma palhinha, www.myspace.com/leocavalcanti.

Já no dia 18, à meia-noite, é a vez de Karina Buhr mostrar sua musicalidade moderna com toques de raízes recifenses. Após anos de experiências ao lado de Cumadre Fulozinha, Eddie e DJ Dolores, e de encontros com artistas de peso – Nação Zumbi, Mundo Livre S/A, Lia de Itamaracá, Antonio Nóbrega, além do próprio Teatro Oficina, onde participou das encenações de “Os Sertões” e “Bacantes” – Karina fará seu trabalho solo acompanhada de banda e bases eletrônicas em meio a uma forte poesia que, segundo a jornalista Patrícia Palumbo, “tem o lirismo dessas manifestações de raiz, um clima de filme e de romance”. Além disso, a noite continua com balada, comandada pelas DJ’s Fê Cardoso, da Trama Virtual e produtora da banda “Cansei de Ser Sexy”, e Tati Dias. Amostras do trabalho de Karina Buhr podem ser encontradas em www.myspace.com/karinabuhr.

Às 21h da terça-feira seguinte, dia 21 de abril, os portugueses da Cia. de Teatro de Braga encenam Bacantes, do original de Eurípides. Do dramaturgo da peça, Rui Madeira: “Um espetáculo sobre o Sentir, o Saber e o Acreditar! Sobre a Política e a organização da Cidade. Sobre a Vingança. Sobre a necessidade mais funda que temos de dizer Não e de rompermos a Norma. Um espetáculo sobre a Condição Humana. A luta entre o Sagrado e o Profano. Um caminho de Viajantes e de Confronto de Identidades. Um espetáculo de Mulheres! Uma tragédia do Mundo ! ». A entrada é Catraca Livre.

A Mostra Terreiro Eletronyko continua no dia 22 de abril, às 20h, com a exibição do filme O Parto. Dirigido por Celso Lucas e José Celso Martinez Corrêa durante a época da Revolução dos Cravos, o filme costura as imagens de um parto realizado nove meses após o 24 de abril de 1974 com cenas de arquivo da Revolução feitas pela Radio e Televisão Portuguesa (RTP).

Iniciando as comemorações do 25º aniversário do XPTO, no dia 23 de abril às 21h, o compositor Beto Firmino, diretor musical e um dos fundadores do grupo, apresentará canções de sua autoria pertencentes a espetáculos de diversas fases da carreira do grupo. Além da voz e do piano de Beto o show contará com a participação dos músicos Adriano Salhab (baixo, violão, guitarra, rabeca e vocal) e Guilherme Calzavara (bateria, trompete e vocal). A noite contará ainda com projeções de vídeo com cenas dos espetáculos do XPTO.

As celebrações continuam nos dias 24 e 25 de abril, às 21h, quando o XPTO apresenta Lorca – Aleluia Erótica, manifestação poético-dramática baseada na vida e obra de Federico Garcia Lorca, resultado de uma pesquisa que o grupo XPTO realizou em 2006, ocasião dos 70 anos da morte do poeta e dramaturgo espanhol. A peça traz fragmentos de obras pouco conhecidas das platéias brasileiras como “O Público”, “Assim que passarem cinco anos”, “Amor de dom Perlimplin com Belisa em seu jardim” e “A donzela, o Marinheiro e o Estudante”, intercaladas com poemas de Garcia Lorca transformados em canções por Beto Firmino. Esta montagem propicia o encontro apaixonado com um dos grandes artistas do século XX, ainda pouco conhecido no Brasil, através de uma experiência intensa, sensual e provocadora.

Confira abaixo a programação completa do Festival

15 de Abril: Abertura
Exposição Surubim (aberta durante os eventos do Festival)
20h - Mostra Terreiro Eletronyko - Apresentação do filme O REI DA VELA, baseado no original de Oswald de Andrade e dirigido por José Celso Martinez Corrêa e Noilton Nunes
22h - Show Letícia Coura e Adriana Capparelli (participação especial de Céllia Nascimento)
Duração do show: aprox. 70 min.
Preço único para a noite: R$ 10,00

17 de Abril: 22h - Show - Leo Cavalcanti
Duração: aprox. 90 min.
Preço único: R$ 12,00

18 de Abril: 23h30 (abertura dos portões às 22h) – Show/Balada: Karina Buhr + DJ’s Fernanda Cardoso e Tati Dias.
Duração: aprox. 90 min.
Preço: R$ 20,00 (Meia-entrada: R$ 10,00)
Lista amiga ($10): [email protected]

21 de Abril: 21h - Apresentação do espetáculo BACANTES, da Cia Teatro de Braga (Portugal)
Duração: aprox. 90 min.
Entrada franca (retirar ingressos no local, com uma hora de antecedência)

22 de Abril: 20h - Mostra Terrero Eletronyko - Apresentação do filme O PARTO, dirigido por Celso Lucas e José Celso Martinez Corrêa, rodado em Portugal.
Preço: R$ 10,00 (meia-entrada R$ 5,00)

De 23 a 25 de Abril: Programação especial em comemoração aos 25 anos do Grupo XPTO:
Dia 23 de Abril: 21h - Show e comemoração dos 25 anos do XPTO
Preço: R$ 20,00 (meia-entrada R$ 10,00)

Dias 24 e 25 de Abril: 21h - Apresentação do espetáculo LORCA – Aleluia erótica
Preço: R$ 20,00 (meia-entrada R$ 10,00)

Dia 26 de Abril: 19h - Ópera Jam (Naomy)
Preço: a confirmar

Dia 28 de Abril: 21h - Show - Dan Nakagawa convida Ney Matogrosso (participação especial Ney Matogrosso)
Preço: R$ 30,00 (meia-entrada R$ 15,00)
Duração: 60 min.
550 lugares

29 de abril: 20h - Mostra Terreiro Eletronyko - Apresentação do filme 25, dir. José Celso Martinez Corrêa e Celso Lucas, em Moçambique.
Preço: R$ 10,00 (meia-entrada R$ 5,00)

30 de abril: 20h - Show - Ava Rocha (EVENTO A CONFIRMAR)
Preço: R$ 30,00 (meia-entrada R$ 15,00)

02 de Maio: 22h - Participação na Virada Cultural com a mostra CACILDA! NA MADRUGADA (exibição de DVD gravado durante apresentação realizada no Festival Oficina 2001)
Duração: aprox. 240 min.
Preço único: R$ 5,00

06 de Maio: 20h - Mostra Terreiro Eletronyko - Apresentação do filme CADERNETA DE CAMPO, produção conjunta com a TV Cultura.
Preço: R$ 10,00 (meia-entrada R$ 5,00)

07 e 12 de Maio: 20h - Ciclo de peças dos FENÔMENOS URBANOS – processos cênicos de textos teatrais do dramaturgo Francisco Carlos
Preço: a confirmar

08 de Maio: 23h - Festa - Pro Mundo Ficar Odara
Preço: a confirmar

13 de Maio: 20h - Mostra Terreiro Eletronyko - Apresentação de curtas históricos, entrevistas, ensaios e depoimentos sobre o Teatro Oficina.
Preço: R$ 10,00 (meia-entrada R$ 5,00)

14 de Maio: 22h - Show - Grupo Tigre Dente de Sabre
Preço: a confirmar

15 de Maio: 23h - Show – Trupe Chá de Boldo + DJ Tutu
Preço: a confirmar

Festival Outono Oficina