Girafa em chamas

Correndo alucinada pelos confins da África e fugindo das pinturas de Salvador Dali, a "Girafa em Chamas" aporta no hall do Hotel Cambridge, em São Paulo, prometendo incendiar a noite da quinta-feira, 21 de maio. O título, que tem despertado a curiosidade alheia através de ações de divulgação na Internet, é inspirado num dos quadros do grande gênio das artes plásticas vanguardistas.

No melhor estilo Salvador Dali, a festa é formatada em quatro momentos-chave, margeados pela galhofa, o nonsense e o surrealismo. A noite se inicia com o bloco "Girafa Mix". Na pista, as pick-ups do DJ HP (do Teatro Mágico) abrem os trabalhos sampleando clássicos do Pop e MPB.

Em seguida, rola o momento “Rádio Girafa”. Novos talentos da música são convidados a mostrar “trechos” de seus trabalhos próprios, em versão pocket. As presenças para essa primeira versão da festa são dos músicos: Rodrigo Del Arc, GaldinOctopus (projeto solo do violinista da trupe O Teatro Mágico) e Tchello Palma.

E para, literalmente, queimar a girafa, a "fogueira das vaidades" será acesa e nela as pessoas presentes poderão exorcizar e espantar o mau-olhado, incendiar aquele ex-namorado pentelho, expurgar aquele chefe mala ou ainda fazer um pedido para os astros.

Fechando a noite, o Dj Paulo Pringles (da Jovem Pan) traz o melhor do flashback ilustrando o momento: “Girafa Retrô”.

Lista Amiga: envie seu nome completo para [email protected]

Teatro Mágico