O espetáculo apresenta um cruzamento de situações sobre trabalho, moradia e consumo, costurado pela fábula de um homem animalizado e explorado em seus esforços por sobrevivência, como metáfora das impossibilidades, ilusões e contradições estampadas em nosso cotidiano. Inserida no dia-a-dia de cerca de 1150 homens marcados por essa realidade, a Cia. abre espaço para uma troca enriquecedora e se deixa contaminar completamente pelo espaço que ocupa.

Homem Cavalo & Sociedade Anônima