O Instituto Carrefour apresenta, em outubro, o ciclo de cinema “Jovens na tela”, abordando diversos aspectos da vida dos jovens neste novo milênio. A mostra, que tem entrada gratuita, conta com o apoio do Ministério da Cultura e faz parte do projeto “Cinema e Conhecimento”.

Para este ciclo, o jornalista Heitor Ferraz Mello, escritor e professor de Jornalismo Cultural da Faculdade Cásper Líbero, selecionou três obras recentes, de três países diferentes: “Entre muros da escola”, de Laurent Cantet, produção francesa de 2009, “Elefante”, de Gus Van Sant, filme americano de 2003; “Linha de passe”, da dupla brasileira Walter Salles e Daniela Thomas, produzido em 2008.

Os três filmes apresentam o cotidiano de jovens diante das questões que afloram com intensidade nesse momento da vida: o relacionamento familiar, a vida amorosa, as diferenças culturais e o futuro num mundo cada vez mais competitivo. Para se ter uma ideia da situação da juventude de hoje, segundo pesquisa da Organização Mundial do Trabalho, 81 milhões de jovens economicamente ativos, com idade entre 15 e 24 anos, estavam desempregados no fim de 2009. A projeção da entidade é que este número deve aumentar até o final de 2010.

A proposta deste ciclo é mostrar este cotidiano em três países diferentes, e com problemas sociais e econômicos bem distintos. No aclamado “Entre muros da escola”, o francês Laurent Cantet, se fixa numa classe de aula de uma escola na periferia parisiense, com alunos provindos de famílias de imigrantes. A questão não é do velho choque geracional, mas sim a da tensão entre culturas variadas em conflito permanente. É uma espécie de micro-cosmos da atual vida europeia.

Já Van Sant resgata a violência dos jovens estudantes americanos de classe média, com casos terríveis, como o do Institute Columbine, em Colorado, em 1999, quando dois alunos mataram 12 colegas e um professor. Em seu filme, o cenário é uma escola, com sua rotina banal, até a explosão perturbadora da violência.

Walter Salles e Daniela Thomas, em “Linha de passe”, abordam o cotidiano de uma família da periferia de São Paulo, com todos os seus sonhos e suas frustrações numa sociedade que permanece desigual. No filme, quatro jovens irmãos enfrentam a linha fronteiriça entre a realidade e o sonho de uma vida melhor.

Confira Programação completa

[Dia, 7]

"Entre muros da escola", de Laurent Cantet, França, 2009, 128 minutos

Baseado em livro homônimo de François Bégaudeau, em que relata sua experiência como professor de francês em uma escola de ensino médio na periferia parisiense. “Entre muros da escola” foi vencedor da Palma de Ouro em Cannes, em 2008. No filme, o cineasta Laurent Cantet retrata o cotidiano de uma escola francesa e os dilemas culturais em jogo, a partir da relação de estudantes de diversas origens com um professor de francês (interpretado pelo próprio François Bégaudeau), que representaria o colonizar. É um longa intenso, onde se passa em revista a crise profunda da civilização moderna.

"Elefante", de Gus Van Sant, Estados Unidos, 2003, 81 minutos

Ganhador dos prêmios Palma de Ouro e Melhor Diretor no Festival de Cannes de 2003, “Elefante” se passa numa escola americana para alunos de classe média. O diretor, numa narrativa que vai se adensando pouco a pouco, retrata o cotidiano dos estudantes, professores e funcionários, numa manhã aparentemente tranquila. Mostrando a vida por dentro, a partir de experiências particulares, Van Sant faz um giro pela rotina de cada personagem, até o momento central, dramático da história, quando dois alunos entram na escola destruindo toda a tranqüilidade aparente da instituição.

"Linha de Passe", de Walter Salles e Daniela Thomas, Brasil, 2008, 113 minutos

Filmado na Cidade Líder, em São Paulo, “Linha de passe” conta a história de quatro irmãos de uma família pobre da periferia do município, filhos de uma empregada doméstica e que lutam pela sobrevivência dos seus sonhos e dos seus desejos numa sociedade marcada pela diferença social. O filme busca retratar, assim, a vida desses jovens com pouca perspectiva de futuro. Para isso, os diretores procuram mostrar, em paralelo, o dia a dia de Dario, Dinho, Dênis e do pequeno Reginaldo, além da própria mãe, Cleuza, que está grávida de mais um filho

Instituto Carrefour apresenta a mostra "Jovens na Tela"

12 Out
e
19 Out

  • de 7 a 21/10
    • Terças às 19:00

Catraca Livre
add Google Agenda